Guia Draft 2016: NFC Sul
(Foto: Editoria de Arte/VAVEL Brasil)

Próximo do Draf 2016, os times da NFC Sul esperam superar a campanha ruim demonstrada na última temporada.  Exceto pelo Carolina Panthers, que foi o único time da divisão a avançar para a pós-temporada, chegando até o Super Bowl 50. É composta também por Tamba Bay Buccaneers, New Orleans Saints e Atlanta Falcons.

Antes de 2002 a NFL se preparava para realinhar a ligar com 32 times, foi ai que a NFC Sul foi criada e segue a mesma composição até hoje. Antes, os Buccaneers integraram a NFC West (1976) e a NFC Central (1977 - 2001), enquanto Saints e Atlanta faziam parte da NFC West.

Apesar de o Panthers ter sido o vencedor da divisão nas ultimas 3 temporadas, a franquia fundada em 1995 nunca conquistou o Super Bowl, assim como o Atlanta Falcons. Tamba Bay e Saints são as únicas equipes que levantaram o Vince Lombardi na NFC South.

Confira agora qual a projeção de escolha das equipes desta divisão no Draft 2016. A posição de escolha vai conforme a campanha da equipe na última edição: quanto pior a classificação, mais cedo a franquia faz sua escolha. Mas podem ocorrer alterações, já que os times podem negociar as escolhas. No caso da NFC South, Tampa Bay Buccaneers tem a 9ª escolha, New Orleans Saints a 12ª, Atlanta Falcons a 17ª e o Carolina Panthers a 30ª.

Carolina Panthers (15-1)

A franquia de Charlotte foi uma verdadeira surpresa em 2015/16, terminando a temporada regular com um recorde de 15-1 (sendo 14 vitórias seguidas). A excelente campanha credenciou os Cats como favoritos no Super Bowl 50 contra o Denver Broncos de Peyton Manning. Mas o MVP Cam Newton e o restante da equipe não repetiram as ótimas atuações anteriores e sucumbiram diante da forte defesa dos potros do Colorado.

Para chegar novamente ao Super Bowl, os Panthers apostam na manutenção das principais peças. Mas jogadores importantes não renovaram com a equipe, como os CBs Charles Tillman - que não deve voltar a NFL após as seguidas lesões -, Cortland Finnegan, que atuou apenas algumas partidas em Carolina após voltar da aposentadoria e Josh Norman que virou free agency e foi para o Washington Redskins. Também sairam o WR Jericho Cotchery, o SS Roman Harper e o punter Brad Nortman.

Além de renovar com o DT Kyle Love, a franquia de Carolina foi ao mercado de free agency buscar peças para suprir algumas lacunas no elenco. O punter Michael Pellard dos Rams, o Center Gino Grandkowski campeão do SB com os Ravens, o SS ex-Redskins Trenton Robinson  e o CB Brandon Boykin ex- Eagles chegaram para reforçar o elenco.

A posição mais cotada para os Panthers draftarem é na linha defensiva, mais especificamente um DE. Há alguns nomes interessantes no Draft que se enquadram no perfil da equipe, mas tudo vai depender do que as franquias que tem as primeiras escolhas vão fazer. 

Em um dos melhores cenários, a escolha ideal para o time da Carolina do Norte seria o defensive end Emmanuel Ogbah, de Oklahoma State. Ogbah não é o melhor pass rusher da classe, mas por ser a penúltima escolha do draft, os Panthers deverão recrutá-lo sem problemas.

Sua força servirá bem contra um ataque que valoriza o jogo terrestre, mas terá que melhorar seu pass rush. Pode jogar de outside linebacker em um esquema 3-4, e de defensive end em 4-3. Com isso, Ogbah poderá reforçar ainda mais uma defesa que foi bastante sólida em 2015/16.

Ogbah tem versatilidade para atuar como um linebacker e defensive end (Foto: Getty Images)
Ogbah tem versatilidade para atuar como um linebacker e defensive end (Foto: Getty Images)

Atlanta Falcons (8-8)

Na última temporada, os Falcons iniciaram o ano igual os Panthers, com um recorde de cinco vitórias seguidas. Mas na sexta semana a franquia comandada pelo Quarteback Matt Ryan sucumbiu diante dos rivais de divisão, New Orleans Saints, em um jogo épico no Superdome. Após a derrota a equipe de Atlanta decaiu e não conseguiu avançar aos playoffs, tendo como melhor feito, tirar a invencibilidade dos Panthers na penultima rodada e acabaram com um recorde de 8-8.

Para tentar quebrar a hegemonia dos Panthers na NFC South, os Falcons agiram bem na Free Agency. O center Alex Mack deixou os Browns e rumou para Atlanta, se tornando um reforço importante na OL. Retornando a equipe após passagem por Arizona, o OT Sean Weatherspoon é outro atleta que agraga bastante na equipe. Assim como os DLs Adrian Clayborn e Derrick Shelby, que chegam para reforçar  a defesa. No ataque, a principal peça foi o promissor WR ex-Bengals, Mohamed Sanu.

Priorizando o front seven, os Falcons deverão recrutar Darron Leelinebacker de Ohio State. Seu sucesso na NFL será definido em qual esquema cairá, seus traços atléticos e habilidade de fazer jogadas o fará um starter, mas seu potencial não chegará ao máximo possível a não ser que ele seja capaz de alcançar o rigoroso nível dos linebackers da liga.

Lee tem potencial para ser starter na NFL (Foto: Getty Images)
Lee tem potencial para ser starter na NFL (Foto: Getty Images)

New Orleans Saints (7-9)

Campeões em 2010, a equipe comandada pelo excelente Drew Brees tenta voltar ao auge. Na última temporada a equipe deixou muito a desejar, principalmente defensivamente e terminou com um recorde negativo de sete vitórias e nove derrotas, resultado que culminou em mais um ano fora dos playoffs.

Apesar do retrospecto ruim, a franquia de New Orleans não se movimentou muito no mercado até o momento. Trouxe o safety Erick Harris, o kicker veterano dos Jaguars Josh Scobee e o TE de Indianapolis Coby Fleener, o que muda muito pouco no panorama da equipe para a próxima temporada.

O real problema dos Saints está na defesa, portanto, a 12ª escolha no draft 2016 deve ser usada para escolher um DT. Em quase todas as previsões de draft o nome mais falado é o de A'shawn Robinson, Defensive Tackle da Universidade de Alabama. O atleta de apenas 21 anos tem 1,93 de altura e 142kg.

A’shawn é notoriamente conhecido por sua capacidade física e Inteligência. Robinson é excelente contra o jogo corrido, além de utilizar sua força muito bem para pressionar a OL contra o quarterback. Em 2015 o atleta de Alabama fez 3.5 sacks, forçou um fumble e bloqueou um kick.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Tamba Bay Buccaneers (6-10)

Apesar de não se classificar para os playoffs na última temporada, os Buccaneers fizeram uma campanha mais digna do que a de 2014, quando venceram apenas duas partidas. A equipe da Flórida chegou a um modesto 6-10, no primeiro ano na NFL do vencedor do troféu Heisman de  2013, Jameis Winston.

Com um bom jogo corrido comandado por Doug Martin e um quarterback promissor, a franquia deve focar no seu setor defensivo no draft, principalmente na segundaria, onde ficou claro que há uma deficiência. Para reforçar o setor, Tampa deve selecionar um cornerback e um dos melhores dessa turma vem da Universidade da Flórida e se chama Vernon Hargreaves.

Com 1,78 de altura e 93kg, as características físicas podem enganar muito sobre Hargreaves. Mas suas atuações na Florida mostram que o atleta está pronto para a NFL. Por ser baixo, a marcação mano a mano não é tão eficaz, mas o safety se destaca quando precisa fazer a cobertura por zona, fazendo leituras precisas, que o deixam sempre próximo da bola.

O cornerback All-American acumula em três temporadas 121 tackles, 10 interceptações e 27 passes defendidos. Hargreaves é considerado em muitos mocks de especialistas para ser uma escolha de primeira rodada no draft, não passando das dez primeiras escolhas.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images
VAVEL Logo