Playoffs NFL: Tennessee Titans precisa superar inconstância e ausência de DeMarco Murray

Ausência do running back é acidente no percurso da equipe, mas a franquia quer provar que pode superar obstáculos e tentar vitória improvável contra os Chiefs

Playoffs NFL: Tennessee Titans precisa superar inconstância e ausência de DeMarco Murray
Titans marcharão para campo sob a dúvida da inconstância (Foto: Wesley Hitt/Getty Images)

O Tennessee Titans sofreu altos e baixos na temporada regular 2017, mas mesmo assim conseguiu a classificação para a pós-temporada da NFL. O quarterback Marcus Mariota e o running back DeMarco Murray foram os destaques da equipe na temporada mais uma vez. O "franchise player" Marcus Mariota teve os piores números de seus três anos de carreira, em interceptações (15) e em touchdowns (13). Já Murray foi o líder em touchdowns terrestres da franquia com seis, porém sofreu com uma lesão na semana 16 contra o Los Angeles Rams, que o deixa de fora do confronto contra o Kansas City Chiefs pela rodada de Wildcard.

O time do Tennessee repetiu a campanha de 2016 com nove vitórias e sete derrotas, só que dessa vez foi o suficiente para alcançar a classificação. No ano passado, os Titans ficaram a ver navios por pouco. Para essa temporada, o time manteve a mesma base com a adição de alguns jogadores como Eric Decker. O wide receiver chegou do New York Jets e foi o segundo melhor recebedor do time na temporada com 56 bolas recebidas. 

Com irregularidade, Titans se manteve na briga pelos playoffs

A temporada regular da franquia da cidade de Nashville começou com a irregularidade que perdurou em todas as 17 semanas. Antes da semana de folga da equipe(semana 8), os Titans conseguiram quatro vitórias nos sete primeiros jogos, fazendo valer a rivalidade com os times da sua divisão, vencendo dois dos primeiros jogos entre os rivais. Nas semanas seguintes à semana sem jogo, os comandados de Mike Mularkey emplacaram quatro vitórias em cinco jogos, mas suas expectativas de classificar para a pós-temporada, foram se frustrando depois de três derrotas seguidas, indo para a última semana de jogos, precisando da vitória contra o Jacksonville Jaguars e combinações de resultados envolvendo Buffalo Bills, Baltimore Ravens e Los Angeles Chargers.

Mariota teve problemas durante a temporada regular (Foto: Jason O. Watson/Getty Images)
Mariota teve problemas durante a temporada regular (Foto: Jason O. Watson/Getty Images)

Tennessee teve em seus altos e baixos, o desequilíbrio entre ataque e defesa. O ataque comandado por Mariota foi medíocre, sendo o 20º em toda a liga com 20.9 pontos por jogo e 314 jardas por jogo (23ª marca da NFL). Em contra partida, a defesa, que tem como nomes o linebacker Wesley Woodyard e o cornerback Adoree Jackson, foi uma das melhores contra o jogo terrestre, permitindo apenas 88.8 jardas em corridas por partida (4ª melhor marca).

Perda importante tende a comprometer jogo dos Titans no wild-card

De volta aos playoffs, fase que os Titans não atingem desde 2008, a franquia deve sofrer contra o Kansas City Chiefs, campeão da divisão Oeste da Conferência Americana, por causa da ausência do jogador DeMarco Murray. Murray sofreu uma lesão em um dos ligamentos do joelho no confronto com os Rams na semana 16. Com isso, Marcus Mariota vai ter que encontrar um jeito fazer seu corpo de recebedores serem mais efetivos nas jogadas e será a hora do running back Derrick Henry, em seu segundo ano profissional, mostrar que mereceu ter até mesmo mais tentativas do que Murray durante a temporada regular.

Derrick Henry terá mais responsabilidades nos playoffs (Foto: Frederick Breedon/Getty Images)
Derrick Henry terá mais responsabilidades nos playoffs (Foto: Frederick Breedon/Getty Images)