No Olímpico, Roma e Chelsea fazem tira-teima pela liderança do Grupo C
Foto: VAVEL

Nessa terça-feira (31), Roma e Chelsea se enfrentam pela quarta rodada da fase de grupos da Uefa Champions League. Ambos os times visam a vitória para alcançar a liderança isolada do Grupo C. A partida será disputada no Estádio Olímpico, em Roma, e terá início às 17h45 (de Brasília).

Os italianos estão na segunda colocação da chave, tendo conquistados cinco pontos em três partidas. Os romanistas vêm de vitória em seu último compromisso na Serie A: 1 a 0 diante do Bologna, fora de casa.

Já os ingleses lideram a chave, com sete pontos em três jogos. Eles também venceram seu último duelo pela Premier League, 1 a 0 contra o Bournemouth, fora de casa.  

Na partida de ida, disputada em Stamford Bridge, muitas reviravoltas e gols no empate por 3 a 3. Hazard (2) e David Luiz marcaram para o Chelsea, ao passado que Dzeko (2) e Kolarov fizeram os da Roma. 

Defesa sólida para conseguir um triunfo 

Um dos principais trunfos da Roma para essa importante partida seguramente é a sua defesa. Na Champions League, o setor não tem sido tão eficiente, já que foram quatro gols sofridos em três jogos. Na liga, porém, o time tem a melhor defesa, com apenas cinco gols sofridos em dez rodadas.

Muito disso passa pela ótima fase do goleiro Alisson, que joga sua primeira temporada como titular dos giallorossi e não vem desapontando. Outros destaques também são Manolas e Fazio, que têm feito uma dupla muito sólida e confiável nesta temporada.

Entretanto, não só de setor defensivo vive a equipe de Eusebio di Francesco, já que a Roma tem ótimas opções ofensivas. O bósnio Dzeko é uma delas. O camisa 10 fez grande partida em Londres e quer repetir a dose para levar a equipe romana à liderança da chave.

Em entrevista coletiva pré-jogo, Di Francesco não quis saber de lamentar os desfalques (Bruno Peres e Schick): ele quer que sua equipe tenha a mesma mentalidade da outra partida feita contra o Chelsea. Para que isso aconteça, segundo ele, o apoio maciço da torcida é fundamental.

"Dos lesões, soluções e prevenções, falaremos depois, porque não acredito em casualidades. Agora, o meu único interesse é na partida contra o Chelsea e quero que meus jogadores tenham a mesma mentalidade que tiveram em Londres. O estádio estará cheio e propício para um grande jogo", analisou.  

Conte quer um Chelsea mais equilibrado 

O Chelsea de Antonio Conte se notabilizou na temporada passada por ter uma defesa muito forte, que permitia o time de vencer partidas duras mesmo sem jogar tão bem. Na atual temporada, contudo, o time perdeu um pouco a solidez defensiva, também causada por muitas lesões importantes, e os Blues ainda buscam o encaixe ideal. 

Para isso, o treinador italiano contará com os importantes retornos de Drinkwater e Kanté, que reforçarão o meio de campo da equipe inglesa. Em compensação, Moses, uma importante arma ofensiva pela direita, continua fora se recuperando de lesão. 

No ataque, setor que segue sendo muito produtivo nesta temporada, Hazard está confirmado, depois de ser decisivo no final de semana com o gol da vitória sobre o Bournemouth. Morata e William devem compor o setor, caso Conte opte por três jogadores no ataque.  

Antonio Conte, na coletiva de imprensa, disse que será um Chelsea diferente da partida em Londres, classificou a partida como 'muito dura' e voltou a salientar os problemas físicos que tem enfrentando nas últimas semanas.

"A partida de ida foi muito emocionante, e amanhã será uma partida muito dura. Estamos num grupo complicado. Reforços? Falta ainda o Moses, mas creio que todos saibam dos problemas físicos que nos aflige. Agora estamos vindo de três vitórias seguidas, amanhã teremos a Roma e no domingo o United, mas devemos pensar de partida em partida", comentou o ex-treinador da Juventus.

VAVEL Logo