Salernitana bate Fiorentina, vence terceira seguida e sonha com permanência na Serie A
Foto: Divulgação/ACF Fiorentina

A passagem da Salernitana na Serie A se encaminhava para durar apenas uma temporada, mas, com três vitórias em uma semana, os granate passam a sonha com a permanência na elite do futebol italiano. Neste domingo (24), o time da Campanha quebrou a invencibilidade de seis jogos da Fiorentina no campeonato e fez 2 a 1 no Stadio Arechi. Djuric abriu o placar para os mandantes, Saponara empatou e Bonazzoli decidiu já na reta final do segundo tempo.

Salernitana sai na frente após início fulminante

Embalada por duas vitórias seguidas, a Salernitana adotou uma postura agressiva no início e aproveitou a passividade da Fiorentina, de "ressaca" após a eliminação contra a Juventus na Coppa Italia no meio de semana. Aos 2, Zortea soltou para Verdi, que ganhou na dividida de Igor e saiu em boa posição de frente para o gol, mas acertou o lado de fora da rede.

Dois minutos depois em jogada iniciada no campo de defesa, Verdi recebe na intermediária, avançou pelo meio e finalizou bem, mas Terracciano desviou. Já aos 7, após ótima jogada pela esquerda, Zortea deixou Venuti para trás e cruzou rasteiro para a área. Djuric fez o corta-luz e Verdi chegou batendo, bloqueado por Igor. Na cobrança de escanteio, Djuric completou cobrança de escanteio com cabeçada firme e converteu a pressão em vantagem para os mandantes: 1 a 0.

Depois de abrir o placar, a Salernitana diminuiu o ritmo e entregou a bola para a Fiorentina, que pouco conseguiu criar. Apesar de ter tido 71% de posse de bola na primeira etapa, a Viola finalizou apenas quatro vezes, contra nove dos mandantes, e acertou o gol apenas duas vezes. Desfalcado de Torreira, Castrovilli e Bonaventura, o time de Vincenzo Italiano teve dificuldades para articular no meio-campo e apostou em vários cruzamentos, sem sucesso.

Em algumas escapadas, a Salernitana seguiu assustando. Aos 34, após bola recuperada no campo de ataque, Zortea recebeu de Djuric, ajeitou para o pé direito e chutou forte, mas acabou mandando à esquerda do gol. Já aos 42, a Viola teve uma chance depois de Nico González aparecer bem pela esquerda e cruzar para Arthur Cabral, que cabeceou no canto e parou em defesa tranquila de Sepe. No lance, o brasileiro acabou dividindo com Ranieri e chegou a ser atendido fora do campo com um sangramento na cabeça.

Fiorentina reage, mas falha no fim

Para a segunda etapa, Italiano trocou Ikoné por Saponara e, depois, Venuti por Odriozola. A Fiorentina passou a ter mais volume com o recuo da Salernitana e um domínio um pouco mais claro da partida na Campanha.

Mesmo assim, a quantidade de chances não foi grande para a Viola. Os jogadores saindo do banco, porém, acabaram fazendo a diferença. Aos 19, após grande ação pela direita, Odriozola chegou até a linha de fundo e cruzou para área. Dois jogadores tentaram finalizar, mas a bola sobrou Saponara, que dominou e tocou no contrapé do goleiro para empatar em Salerno.

O panorama pouco mudou daí para frente, com a Fiorentina sempre com mais de 70% de posse de bola e ocupando o capo de ataque. Em uma jogada fortuita, porém, foram os reservas de Davide Nicola que definiram o placar. Aos 33, Ruggeri cruzou da esquerda, Igor se atrapalhou e Bonazzoli aproveitou a falha para empurrar a bola para o fundo do gol no meio da área e marcar seu sétimo na temporada: Salernitana 2 a 1.

A Fiorentina seguiu rondando a área de Sepe até o fim, mas não teve força ou precisão para buscar a igualdade outra vez e perdeu a chance de se consolidar ainda mais entre os melhores do campeonato.

Classificação e próximos compromissos

Com a terceira vitória em sequência, a Salernitana salta para o 18º lugar, com 25 pontos, três atrás do Cagliari, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Já a Fiorentina perde a chance de subir na tabela e permanece em sétimo, com 56.

A Salernitana volta a campo na segunda-feira (2) diante da Atalanta, fora de casa, às 15h45. A Fiorentina já joga nesta quarta-feira (27) em jogo atrasado diante da Udinese, às 13h. Partidas no horário de Brasília.

VAVEL Logo