#BrasileirãoNaVAVEL: Qual o 11 ideal antes do campeonato começar?
Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo

O Campeonato Brasileiro será iniciado no próximo domingo (9) e com diversas expectativas. Recheados de craques e com anseio de novos esquemas táticos para bater o Flamengo, atual campeão da competição, o campeonato promete grandes jogos e disputa acirrada pelo título. O que não falta e nunca faltou em um Brasileirão foram grandes jogadores desfilando seu futebol nos gramados. 

Ainda é cedo para cravar, mas qual seria a escalação do Campeonato Brasileiro hoje? É precoce afirmar quem são os principais destaques dos clubes antes do fim das 38 rodadas. Podem ter surpresas e decepções, como todas as edições. Contudo, a VAVEL Brasil selecionou 11 grandes jogadores e montou um time que brigaria por títulos no Brasileirão.

Cássio

Sem dúvida, o Brasil está muito bem servido de goleiros. No entanto, o titular da nossa escalação será o goleiro Cássio. No Corinthians desde 2012, o jogador já colecionou diversos troféus e com certeza é um dos maiores jogadores da história do clube paulista. Diego Alves, Santos, Thiago Volpi e Weverton poderiam muito bem estar nessa vaga, mas Cássio certamente é o melhor jogador do Timão e não poderia ficar de fora.

Foto: Rodrico Coca/ Corinthians
Foto: Rodrico Coca/ Corinthians

Rafinha

Não há outro lateral-direito no país que esteja jogando mais bola que Rafinha. Após quase 15 anos na europa, o jogador chegou ao Flamengo e virou dono da posição. Pelo clube carioca, conquistou o Brasileirão e a Libertadores do ano passado sendo peça fundamental. Com boa recomposição na defesa e chega com perigo na frente, Rafinha é nosso titular.

Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo

Rodrigo Caio e Geromel

Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo

Essa dupla pode gerar polêmica. No entanto, são os dois zagueiros que sabem sair jogando e contém o espírito de liderança. Jogador de Copa do Mundo e se destacando no Brasil há anos, Geromel forma a zaga com Rodrigo Caio, que reencontrou seu bom futebol ano passado com a camisa do Flamengo. O bom posicionamento, técnica e liderança faria dessa defesa consolidável.

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio
Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

Filipe Luís

Outro jogador do Flamengo, certamente Filipe Luís não estaria de fora da nossa convocação. No clube carioca há pouco mais de um ano, o jogador fez sua carreira na Europa e trouxe muita experiência. A velocidade é um ponto fraco de Filipe Luís, mas o bom posicionamento e visão de jogo extraordinária garantem vaga do lateral-esquerdo na nossa seleção.

Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo

Dani Alves

Por mais que o São Paulo tenha passado um dos seus maiores vexames na história após a eliminação contra o Mirassol, Daniel Alves continua se destacando no Tricolor Paulista. Vice-artilheiro do São Paulo na temporada, com cinco gols, o camisa dez do São Paulo integra nossa seleção como primeiro volante. Ladrão de bolas no jogo limpo, liderança e passes cirúrgicos são as principais características do nosso “cão de guarda”.

Foto: Divulgação/ Instagram Dani Alves
Foto: Reprodução/ Instagram Dani Alves

Gerson

Peça fundamental do Flamengo, certamente Gerson estaria na nossa convocação. A excelente visão de jogo e dinamismo tático do meia fariam o meio de campo da nossa seleção fluir com tamanha naturalidade. Com Gerson de segundo volante, a transição de ataque para defesa seria impecável, além da possibilidade de gol que o coring disponibilizaria.

Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo

Giorgian De Arrascaeta

O uruguaio, que era reserva com Abel Braga, virou uma das principais peças do Flamengo na mão de Jorge Jesus. Arrascaeta completaria o meio-campo da nossa seleção como camisa dez. Com a distribuição de bola em alto nível e boa chegada na área, certamente que o meia seria peça-chave na nossa seleção.

Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo

Bruno Henrique

Na formação de 4-3-3, nosso primeiro atacante seria Bruno Henrique. Deslocado pelo lado direito, não significaria que o jogador ficaria engessado na posição. Com um ataque mais leve, a flutuação dos três jogadores ofensivos seria constante. Certamente, Bruno Henrique está em “outro patamar” entre os atacantes do país. O faro de gol e a velocidade são as principais características de Bruno Henrique e isso mudará o patamar da nossa seleção.

Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo

Gabigol

Não haveria como ele estar de fora. Gabriel Barbosa – o Gabigol – será nosso camisa nove. Ele joga, ele marca. Não tem tempo ruim para o atacante do Flamengo. Artilheiro do Brasileirão e da Libertadores de 2019, Gabigol seria a referência do ataque da equipe. Com a dupla artilheira do Flamengo, certamente não faltará gols na seleção da VAVEL Brasil.

Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo
Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo

Everton

Para fechar nossa seleção e o trio ofensivo da equipe, escalamos Everton. O 'Cebolinha' colocará fogo na partida com suas arrancadas e dribles, além de chegar muito bem dentro da área. Com a mobilidade, revezaria com Bruno Henrique pelo lado direito do ataque. Não importa o setor ofensivo, com Everton em campo é certeza de chance de gol.

Foto: Lucas Uebel/ Grêmio
Foto: Lucas Uebel/ Grêmio

Jorge Sampaoli

Para comandar um time é necessário um técnico. Recém-contratado pelo Atlético-MG, Jorge Sampaoli integrará o comando da nossa seleção. Por prezar a boa saída de bola, troca de passes e futebol ofensivo, o argentino forneceria a fórmula secreta para essa equipe render dentro de campo.

Foto: Pedro Souza/ Atlético-MG
Foto: Pedro Souza/ Atlético-MG
VAVEL Logo