Com muitos desfalques para os dois lados, Corinthians e Santos ficam no empate
Foto:  Corinthians/Rodrigo Coca

Corinthians e Santos empataram por 1 a 1 nesta quarta-feira (07) em jogo válido pela 14ª rodada do Brasileirão 2020. A bola rolou na Neo Química Arena, em partida bem movimentada, principalmente na primeira etapa.

Madson abriu o placar para o Peixe em Itaquera, e Danilo Avelar em lance que gerou muita reclamação do torcedor santista, deu números finais a partida, Corinthians 1 a 1 contra o Santos. 

O Corinthians vinha de dois empates e três derrotas nos últimos seis jogos, além disso, a pressão extra campo era evidente, com protestos da torcida, pressão para a mudança de treinador e a zona de rebaixamento cada vez mais próxima. 

Portanto, o Timão encarava o confronto em casa como uma possibilidade de recuperação no  campeonato e consequentemente de se afastar da má fase, mesmo com os desfalques de Cantillo e Otero para as suas seleções. 

Já o Santos que vivia bom momento na competição, e buscava figurar entre os times da zona de classificação para a Libertadores, também foi a campo repleto de desfalques. Marinho, Soteldo, Lucas Veríssimo, Alisson e o treinador Cuca, foram as baixas pelo lado santista. 

 

 

  • Estratégias 

Mesmo precisando por fim a sequência negativa da equipe, e jogando em casa, Dyego Coelho não promoveu alterações no sistema de jogo, indo a campo em um 4-5-1 com Cássio no gol, Fagner, Gil, Avelar e Piton na defesa, Gabriel, Roni, Gustavo Mantuan, Luan e Léo Natel no meio de campo, e Jô como o homem de referência na área. 

Já o Santos se virou como pôde devido aos seus desfalques, mas não abriu mão da ofensividade, e foi a campo em um 4-3-3, com João Paulo no gol, Pará Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan na linha defensiva, Jobson, Diego Pituca e Jean Mota no meio de campo, Kaio Jorge, Lucas Braga e o autor do gol, Madson, fecharam o trio de ataque. 

  • Santos começa avassalador, mas faltou gás para a segunda etapa 

Mesmo cheio de desfalques, o Santos começou muito superior ao Corinthians, que por sua vez, era previsível e desorganizado em campo. O Santos soube explorar bem os espaços deixado pelo Timão, se movimentava e construía suas principais jogadas pela direita, com Madson.

Logo aos 10 do primeiro tempo, o Santos transformou a superioridade em gol. Após cruzamento da esquerda de Jean Mota, e cabeceio certeiro de Madson, o Santos abriu o placar. O Corinthians pouco fazia em campo, mantinha a posse de bola em seu sistema defensivo sem construir grandes jogadas. 

Com o passar dos minutos, o Timão foi tomando a iniciativa, e chegou ao empate no fim do primeiro tempo, aos 45, com Danilo Avelar, que em dividida de cabeça com o goleiro João Paulo, levou a melhor em um lance muito contestado pela torcida do Peixe. 

Na segunda etapa, o técnico Coelho usou o banco para tentar a vitória, colocou Boselli, Cazares e Gustavo Mosquito de uma só vez, e funcionou! Os jogadores melhoraram a produção ofensiva da equipe.

Pelo lado santista, o time caiu muito fisicamente, e o Corinthians soube aproveitar a situação para dominar a partida a partir disso, mas nada se alterou no placar, as equipes ficaram no 1 a 1, mantendo a sequência negativa do Corinthians, e mantendo o tabu santista de não ter vencido clássicos no ano de 2020.

  • Classificação e próximos compromissos 

Com o empate, as equipes estagnam na tabela de classificação. O Corinthians se mantém entre os times acima da zona de rebaixamento, na 13ª colocação e volta a campo no domingo (11), fora de casa, contra o Ceará, às 20h30, em jogo válido pela 15ª rodada do Brasileirão Série A

Já o Santos não sobe na tabela, fica em 7º lugar, e tem mais uma missão difícil pela frente, enfrenta o Grêmio na Vila Belmiro, também no domingo (11), às 16h00, pelo Campeonato Brasileiro

VAVEL Logo