Casemiro confirma indignação de elenco e comissão técnica com realização da Copa América no Brasil
Foto: Reprodução/TV Globo

Após a vitória do Brasil por 2 a 0, sobre o Equador, o assunto Copa América veio à tona e Casemiro, capitão da canarinho preferiu não criar polêmicas, mas se posicionou (ainda que de forma subliminar).

“Não podemos falar do assunto, todo mundo já sabe qual é o nosso posicionamento, mas não vamos falar desse assunto porquê...", após ser interrompido pelo repórter, Casemiro seguiu: "Nosso posicionamento, todo mundo sabe. Estar mais claro é impossível. O Tite deixou claro para todo mundo qual o nosso posicionamento e o que nós pensamos da Copa América. Existe respeito, existe hierarquias que temos que respeitar, claro que queremos dar a opinião nossa, rolou muitas coisas mas existe respeito e infelizmente"...

Casemiro também foi perguntado se os jogadores gostariam de falar após a partida contra o Paraguai, ainda pelas eliminatórias para a Copa do Mundo, confira sua resposta: “Queremos falar. Não queremos desviar o foco porque a Copa do Mundo para nós é isso, isso é a Copa do Mundo. Hoje ganhamos um jogo de Copa do Mundo, é importante para nós, mas queremos falar. Queremos expressar nossa opinião. Se é certo ou não, cada um vai decidir o que quer, mas iremos expressar nossa opinião sim. Nós iremos falar. O Tite explicou a situação, o que realmente ele falou, eu como capitão, eu como líder dos jogadores, rolou isso mesmo, nós nos posicionamos, mas num momento oportuno nós iremos falar"

Também perguntado sobre o consenso acerca do posicionamento, Casemiro afirmou: "Quando fala alguém, fala o grupo. Não sou eu, não são os jogadores da Europa. São todos os jogadores, com o Tite e com a comissão técnica. Tem que ser unânime. Tem que ser todos juntos".

O posicionamento dos jogadores acerca da realização da Copa América no Brasil é de reprovação. Tanto jogadores que atuam em solo europeu, quanto jogadores que atuam no Brasil (segundo as palavras do capitão Casemiro) são contra a realização. Vale lembrar que, por não haver acerto contratual, os jogadores têm a escolha de rejeitarem a convocação ou a participação num torneio que envolva sua seleção.

A Copa América deve estrear em 13 de julho, mas pode acabar sendo adiada pelo posicionamento dos integrantes da seleção brasileira.

VAVEL Logo