Corinthians para em noite inspirada de Matheus Cavichioli e fica no empate com América-MG
 Foto: João Zebral / América

Em jogo válido pela 21ª rodada do Brasileirão, Corinthians e América se encontraram na Neo Química Arena, neste domingo (19). Na tabela, os times vivem momentos distintos: o Timão buscava se aproximar do G-4, enquanto o Coelho tentava sair da zona de rebaixamento. No fim, empate por 1 a 1.

O Corinthians vivia a expectativa da estreia de seu novo camisa 10, o atacante Willian, que retornou ao Brasil após 14 anos no futebol europeu. O Timão com Giuliano, Roger Guedes e Willian; Jô completava o ataque em seu jogo de número 250 pelo Timão.

Pelo Coelho, o atacante argentino Mauro Zárate, fazia sua primeira partida como titular da equipe mineira.


Primeiro tempo equilibrado

Apesar da diferença entre as equipes na tabela, o início do jogo foi de pressão do América. A equipe mineira começou surpreendendo o Corinthians e aos sete minutos, após bela assistência de Zárate, o lateral Marlon abriu o placar. 

Após o gol do América, o Corinthians também saiu para o jogo, equilibrou as ações e aos 17 minutos, após duas grandes defesas de Matheus Cavichioli, Giuliano fez o seu primeiro gol com a camisa do time paulista e empatou o jogo.

O Corinthians seguiu apertando e buscando o gol da virada, porém após o gol sofrido, o time do técnico Vágner Mancini mudou a estratégia e aguardava o Timão em seu campo de defesa. Deixando poucos espaços e marcando bem, o América esfriou o jogo e o primeiro tempo perdeu o ritmo alucinante dos primeiros 17 minutos.

Muralha alviverde

Após a mudança de estratégia do América, o Corinthians se lançou ao ataque, e com mais posse de bola, levava perigo ao gol do Coelho. Mas no gol, Matheus Cavichioli viveu uma noite inspiradíssima. O goleiro fez sete defesas, todas em chutes de dentro da área, algumas em lances incríveis; Como em uma bola, cara a cara com o atacante Jô, o arqueiro americano saiu corajosamente para operar um milagre e impedir a virada do Corinthians.

Giuliano também teve uma grande chance para fazer o segundo, após belo passe de Roger Guedes, o camisa 11 do Timão chutou rente à trave da meta defendida por Cavichioli. Gabriel também teve a chance e quase marcou um golaço, mas a bola acertou caprichosamente a trave.

Substituições sem eficácia

Durante a partida, Sylvinho e Vágner Mancini travaram uma batalha de estratégias. Após um início avassalador, o América foi sendo empurrado para a defesa ao decorrer do jogo e abusou dos contra-ataques.

O que pode pode ser visto nos números, mesmo com o domínio do Corinthians na posse de bola, 65% ao fim da partida, o número de finalizações se manteve equilibrado, o Corinthians chutou 15 vezes, contra 16 finalizações do América.

No segundo tempo, Sylvinho se viu obrigado a modificar o time e avançar as linhas para buscar o gol da vitória, porém com a saída de Giuliano, Gabriel Pereira e Willian o time perdeu velocidade e buscou o gol na bola aérea. Do outro lado, Vágner Mancini também não foi feliz nas substituições. Com a saída de Ademir e Zárate o time perdeu o contra-ataque e se ateve em defender as investidas da equipe Paulista. 

Próximos jogos

Após o empate, o terceiro seguido na competição, o time paulista se manteve na sexta posição com 30 pontos em 21 jogos. Na próxima rodada, o Corinthians tem pela frente o clássico contra o Palmeiras, no sábado (25), às 19 horas, na Neo Química Arena. Gabriel, expulso após o jogo por reclamação, é o primeiro desfalque para o Timão.

Já o América, permanece em terras paulistas para enfrentar o São Paulo, na quarta-feira (22), em jogo atrasado da 19ª rodada do campeonato. O Coelho se mantém na zona de rebaixamento com 22 pontos em 20 jogos, e depende apenas de si para deixar a zona da degola. Com uma vitória sobre o São Paulo a equipe mineira ultrapassa Grêmio, Juventude, Bahia e Santos na tabela, um salto para a 14ª colocação.

VAVEL Logo