Buscando a reabilitação na temporada, Internacional mede forças contra Fortaleza no Beira-Rio
Tropeço no meio de semana culminou em mudanças drásticas no comando técnico do Inter(Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Dois times em busca do primeiro triunfo no Campeonato Brasileiro e do fim de uma sequência de três jogos sem vencer. Assim chegam Internacional e Fortaleza para o jogo de domingo (17), válido pela segunda rodada do brasileirão.

As equipes estrearam com derrota na competição e agora querem dar a volta por cima. Para o Tricolor, a vitória pode significar o fim do tabu de nunca ter vencido o Inter fora de casa e a recuperação da derrota no Castelão para o Cuiabá por 1 a 0. Para o Colorado, ganhar pode significar um momento de paz após resultados ruins que culminaram na demissão do técnico Cacique Medina. 

Outro fator que marca a partida é a despedida de Andrés D'Alessandro, ídolo da torcida que encerrará a carreira aos 41 anos. O meia argentino atuou pelo Internacional por 14 anos e disputou 528 jogos, se tornando o segundo jogador com mais jogos na história do clube. Pelo Colorado, D’Alessandro conquistou uma Libertadores, uma Copa Sul-americana, uma Copa Suruga, uma Recopa, sete campeonatos gaúchos e duas Recopas gaúchas, além de ser o maior artilheiro do clássico GreNal no século XXI, com 9 gols.

Colorado quer por um fim na turbulência

O Internacional chega para o confronto diante do Fortaleza ainda sem novidades no comando da equipe após a demissão de Cacique Medina. O técnico não resistiu a mais um resultado ruim após o empate em 1 a 1 contra o Guaireña pela segunda rodada da Copa Sul-americana e foi desligado do cargo. Enquanto a diretoria não fecha com o novo treinador, a equipe segue sob o comando interino de Cauan de Almeida.

Para a partida no Beira Rio, o Colorado não contará com o meia Edenilson, que foi diagnosticado com um edema ósseo no joelho esquerdo após pancada sofrida durante o jogo da última quarta, e o atacante Taison, que virou desfalque por conta de um edema muscular na coxa direita. Com isso, Cauan de Almeida pode escalar D’Alessandro como titular ou promover a entrada de Caio Vidal pela ponta, centralizando Maurício. Outra novidade pode ser a estreia do lateral esquerdo Renê, recém chegado ao clube e que já está em condições para jogar.

Provável escalação: Daniel; Bustos, Bruno Méndez, Mercado e Renê; Gabriel, Liziero, Maurício, De Pena e D'Alessandro (Caio Vidal); Wesley Moraes.

Tricolor quer dar fim a longos tabus

Vencer o Internacional fora de casa é algo que o Fortaleza ainda não conseguiu em sua história. No total, foram 10 partidas disputadas sob o mando de campo do Colorado, com o tricolor amargando 7 derrotas e 3 empates. Desses encontros, sete aconteceram no campeonato brasileiro. Quebrar o tabu pode significar, além do fim da sequência ruim de resultados no histórico do duelo, um ponto final na série de derrotas seguidas no ano e também o fim de uma sequência de 11 jogos sem vencer fora de seu estado (a última vitória foi contra a Chapecoense por 2 a 1, em outubro de 2021).

O Fortaleza não vence desde a final da Copa do Nordeste, quando derrotou o Sport por 1 a 0 e se sagrou campeão do torneio. De lá pra cá, a equipe comandada por Juan Pablo Vojvoda entrou em campo em três jogos e perdeu todos, sendo dois pela Libertadores (Fortaleza 1 a 2 Colo-Colo e River Plate 2 a 0 Fortaleza) e um na estreia do Brasileirão para o Cuiabá em casa por 1 a 0.

Para o confronto contra o Inter, a principal dúvida é se Renato Kayser terá condições de jogo. O atacante saiu de campo no meio de semana reclamando de dores. Por outro lado, a equipe conta com o retorno do meia Lucas Crispim, que ficou no banco de reservas no duelo contra o River Plate.

Provável escalação: Max Walef; Tinga, Benevenuto, Titi; Pikachu, Zé Welison, Jussa, Lucas Lima, Lucas Crispim; Moisés e Robson.

  • Arbitragem:

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (FIFA - SP);

Assistentes: Daniel Luis Marques (SP) e Evandro de Melo Lima (SP);

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (FIFA - SP)

VAVEL Logo