Internacional vence Flamengo e larga na frente nas quartas de final do Brasileirão Feminino
Foto: Nayra Halm/CBF

Na noite desta segunda-feira (15), o Flamengo recebeu o Internacional no Estádio Luso Brasileiro, em partida válida pelo primeiro jogo da ida das quartas de final do Campeonato Brasileiro Feminino. Com o placar de 3 a 1, o Internacional venceu a partida fora de casa e garantiu uma boa vantagem para o jogo da volta. Lelê marcou duas vezes e Maiara ampliou para as gurias coloradas. Daiane diminuiu para as meninas da gávea.

Vantagem colorada

Comecinho de jogo bem elétrico, e ao mesmo tempo, sendo jogado de maneira inteligente, com as duas equipes saindo para o ataque, buscando aproveitar algum possível vacilo das defensoras adversárias. O Flamengo sofreu um pouco nos primeiros minutos com a intensidade colorada, que chegou pressionando bastante e por pouco não abriu o placar logo cedo. Porém, as rubro-negras com o passar do tempo, foram entrando no jogo e com mais posse, levaram perigo para as rivais. O Internacional, depois da pressão nos primeiros minutos, recuou um pouco pelo volume adversário, e viu grandes dificuldades para progressão defesa-ataque, mas quando passava, assustava a defesa do Flamengo.

As gurias coloradas, elevando a marcação e subindo os blocos, fez com que as rivais se apressassem nas tomadas de decisões, o que favoreceu a equipe de Porto Alegre. Em três grandes chegadas, as coloradas quase abriram o placar. A primeira, num belo arremate de fora da área, depois de bobeira da goleira que consertou em seguida. A segunda, que morreu dentro das redes depois de um belo cabeceio, foi assinalado o impedimento. E a terceira não teve jeito, Lelê completou o cruzamento para o fundo das redes, após ótima cobrança de escanteio. A bola chegou a queimar na mão da goleira rubro-negra, antes de estufar as redes e colocar as coloradas na frente.

Após o gol que tornou o placar favorável, o Internacional continuou com o mesmo estilo de jogo, com os blocos altos e forçando o erro, para poderem sair num contra-ataque em pé de igualdade numérica e quase ampliaram o marcador. O Flamengo passou a ter dificuldades na primeira linha de marcação adversária, o que anteriormente era na segunda – que seria o meio-campo –. No entanto, quando conseguia passar, as decisões não eram das melhores e o placar se manteve até o intervalo.

Chuva de gols e vitória tranquila

A volta para a etapa final inverteu os papéis, pelo menos nos primeiros minutos. As gurias coloradas que terminaram pressionando e buscando mais, acabaram por sofrer uma boa pressão das meninas da gávea, que se acertaram em campo nos posicionamentos e levaram bastante perigo. No entanto, bastaram poucas jogadas para que a eficiência falasse mais alto do que o volume. Belinha acertou um três dedos lindo, para Fabi, que tocou na Maiara de frente para o gol, que não desperdiçou e estufou as redes rubro-negras. A camisa 18 aumentou a vantagem da equipe de Porto Alegre para 2 a 0.

A situação do Flamengo, que estava crítica, ficou ainda pior, depois de um belo contra-ataque pela esquerda, e num belo cruzamento da Fabi, Lelê dominou no peito e tocou na saída da goleira, fazendo seu segundo no jogo, abrindo o terceiro do Internacional. Apesar da grande desvantagem, as cariocas não desistiram, e numa cobrança de falta, Daiane subiu mais alto que todo mundo e cabeceou no ângulo da goleira colorada – que nem se mexeu –, diminuindo a vantagem rival. Com dois gols rápidos, o jogo passou a tomar proporções ainda mais quentes, sem ninguém tirar o pé do acelerador.

Os dois comandantes decidiram optar por algumas modificações, em busca de reorganizar as suas equipes, e claro, renovar o sangue e dar novo gás para conseguirem lidar com as investidas adversárias. A nova estratégia adotada pelas meninas da gávea, era lançar a bola longa, buscando a velocidade da Isadora, para furar o bloqueio colorado. Em resposta, as gurias tentavam por tomar a bola ainda no meio campo, para ligar um contra-ataque rápido, para quem sabe, matar o jogo.

Já nos minutos finais, com a situação mais controlada da partida, as duas equipes valorizavam a posse, mas com objetivos diferentes. O Flamengo buscando diminuir ainda mais a vantagem adversária, e do outro lado, o Internacional administrava a vantagem construída ao longo da partida. 

Situação e jogo da volta

Com a vitória conquistada fora de casa sobre o Flamengo, o Internacional leva a vantagem para Porto Alegre e jogará a decisão um pouco mais confortável, tendo o apoio do seu torcedor. Com dois gols de vantagem a situação colorada ficou da seguinte maneira:

Derrota por um gol de diferença, dá Inter.

Derrota por dois gols de diferença, disputa de pênaltis.

Três ou mais gols de diferença, o Flamengo se classifica.

O jogo da volta será na próxima segunda-feira (22), no estádio Beira-Rio em Porto Alegre, às 15h.

VAVEL Logo