Bendito seja o 13 de dezembro: data marca grandes conquistas da história do Flamengo

No mesmo dia em 1981 e 1987, Flamengo alcançava algumas de suas maiores glórias no futebol; em 2017, Rubro-Negro tem chance de conquistar mais um título na data, desta vez pela Sul-Americana

Bendito seja o 13 de dezembro: data marca grandes conquistas da história do Flamengo
(Foto: Hugo Alves/Editoria de Arte VAVEL Brasil)

13 de dezembro. 347º dia do ano. Na história do mundo, o dia marca o Concílio de Trento, a declaração do AI-5 durante a ditadura no Brasil, a Guerra do Paraguai... Na história do Flamengo, a data é símbolo de algumas das maiores conquistas da história do clube - o Mundial de 1981 e a Copa União de 1987.

Em 2017, o Rubro-Negro tem chances de levantar mais um importante troféu na mesma data: nesta quarta, os cariocas recebem o Independiente na decisão da Sul-Americana, no Maracanã. A VAVEL Brasil decidiu relembrar duas das grandes vitórias rubro-negras, conquistadas em um 13 de dezembro e marcadas para sempre na história do Flamengo.

A maior das glórias: Flamengo bate Liverpool e conquista Mundial em Tóquio

Não faltam jogos marcantes à memória do torcedor do Flamengo, mas o 13 de dezembro de 1981 para sempre ficará marcado como o maior deles. Exatos 36 anos atrás, o Rubro-Negro sagrava-se campeão do mundo ao vencer o Liverpool na cidade de Tóquio, capital do Japão.

Os cariocas chegaram à Terra do Sol Nascente com Raul; Leandro MarinhoMozer, Junior; Andrade, AdílioZicoTita, Nunes e Lico para a grande decisão. Anselmo viajou com a delegação, mas ficou de fora após ser expulso por seu famoso soco em Mario Soto na final da Libertadores, diante do Cobreloa. O elenco, que se consagrou como o maior esquadrão do Rubro-Negro na história, teria que provar ao mundo a competência e habilidade daquele grupo do Flamengo.

"Artilheiro das Decisões", Nunes marcou duas vezes na final em Tóquio (Foto: Peter Robinson via Getty Images)

E até que foi fácil. Aos 13 minutos do primeiro tempo, Zico lançou Nunes, que encobriu o goleiro Grobbelaar e abriu o placar em Tóquio. Exatos 20 minutos depois, Tita cobrou falta, com Adílio aproveitando o a sobra para ampliar o placar. Já aos 41, o camisa 10 da Gávea lançou novamente para Nunes, o "artilheiro das decisões", que marcou mais um e fechou o placar da partida.

O primeiro tempo sequer havia acabado, mas a equipe carioca já estava com uma mão na taça de seu primeiro (e até hoje, único) título do Mundial. Na segunda etapa, os rubro-negros apenas administraram a vantagem diante dos ingleses e esperaram o apito final. Com o fim de jogo em Tóquio, o Flamengo entrava para a história ao sagrar-se campeão do mundo! Festa rubro-negra naquele 13 de dezembro de 1981 - até hoje, o dia mais importante de todos os 122 anos de existência do clube.

Campeão do mundo: em 1981, Flamengo alcançava sua maior glória no futebol (Foto: Divulgação/Flamengo)
Campeão do mundo: em 1981, Flamengo alcançava sua maior glória no futebol (Foto: Divulgação/Flamengo)

Em 1987, Flamengo chegava ao tetracampeonato brasileiro na Copa União

Seis anos após conquistar o mundo, era vez de o Flamengo conquistar o Brasil mais uma vez. Campeão nacional em 1980, 1982 e 1983, o Rubro-Negro conquistou mais um de seus títulos brasileiros no dia 13 de dezembro - desta vez em 1987, na Copa União.

Após eletrizante classificação diante do Atlético-MG na semifinal, o Rubro-Negro teria o Internacional pela frente na grande decisão. Zé Carlos; Leonardo, Edinho, Leandro e Jorginho; Andrade, Zinho, Zico e Aílton; Bebeto e Renato Gaúcho eram os 11 titulares do Rubro-Negro para o confronto.

Realizada no Beira-Rio, a ida da final terminou empatada por 1 a 1; com isso, a disputa pelo título brasileiro ficou para o Maracanã. Naquele 13 de dezembro, o dia amanheceu com forte tempestade - mas o dilúvio no Rio de Janeiro não foi suficiente para afastar os mais de 90 mil torcedores que compareceram ao estádio.

Renato Gaúcho tira urubu do gramado do Maracanã (Foto: Reprodução)
Renato Gaúcho tira urubu do gramado do Maracanã (Foto: Reprodução)

Uma das cenas mais marcantes do confronto ocorreu logo nos momentos iniciais. Com poucos minutos de bola rolando, Renato Gaúcho teve que retirar um urubu de campo. O animal havia sido jogado pela torcida do Rubro-Negro, mas não conseguiu levantar voo e acabou caindo dentro das quatro linhas.

Com a retomada da partida após a retirada da ave, não demorou muito para que Andrade encontrasse Bebeto livre no ataque. O atacante chegou na bola antes de Taffarel e estufou as redes do Maracanã, incendiando a torcida presente no estádio. 1 a 0 para o Flamengo ainda na primeira etapa e uma mão já garantida na taça.

Já no segundo tempo, o Flamengo seguiu soberano sobre o Internacional, mas pecou nas finalizações e não ampliou o placar. O Colorado, por sua vez, tentou parar os cariocas com um exagerado número de faltas. Não deu certo. Com o apito final no Rio de Janeiro, o 13 de dezembro era novamente um dia de festa para os rubro-negros. O Flamengo conquistava seu tetracampeonato brasileiro!

Gol de Bebeto garantiu título brasileiro ao Flamengo (Foto: Divulgação/Flamengo)
Gol de Bebeto garantiu título brasileiro ao Flamengo (Foto: Divulgação/Flamengo)