Relevando troféu, técnicos demonstram bom humor em coletiva

Quando Pete Carroll, técnico do Seattle Seahawks, e John Fox, técnico do Denver Broncos, subiram ao palco do Rose Theather, localizado em Nova Iorque, no dia de hoje para atender repórteres do mundo inteiro naquele que é o último evento em que a imprensa tem a oportunidade de conversar com representantes das duas equipes antes do tão aguardado kickoff  para o Super Bowl XLVIII, logo toparam com o troféu Vince Lombard, entregue ao vencedor da decisão, que ficará sob posse de apenas um deles ao fim do jogo deste domingo, e a postura adotada foi de muita cautela. Ao posarem para foto, evitaram tocar na taça, Carroll, inclusive, colocou as mãos para trás, relevando, de certa forma, o tão cobiçado objeto.

Depois de terem posado ao lado da taça, enfim, se acomodaram para que a entrevista se procedesse devidamente e ambos os treinadores trataram de se mostrar muito tranquilos ao responderem com calma todas as perguntas que lhes eram feitas, sem contar que o bom humor também se fez presente, tanto que não foram poucos os momentos que os dois demonstraram ter afinidade entre si e, claro, muito respeito.

Logo de cara, foram questionados quanto ao confronto entre o poderoso ataque do Broncos e a fortíssima defesa do Seahawks, detentores de números estrondosos na temporada, lhes dando a condição de ficarem marcados de vez na história da NFL. Diante disso, Fox não se precipitou, manteve a cautela e exaltou ambas as equipes, mas não deixou de elogiar a sua:

"Ambas equipes têm obtido um desempenho histórico no que eles conquistaram quanto a defesa em Seattle ou quanto a nosso ataque. Estou muito orgulhoso do nosso ataque e do que eles fizeram neste ano, mas é fundamental lembrar que é um jogo de equipe".

Já Carroll, tratou de exaltar o confronto entre ambos os setores:

"Para nós, é óbvio que temos o desafio de parar um ataque histórico e parar Peyton Manning, ninguém vem sendo capaz de pará-lo, mas o jogo virá a favor de quem cuidar de seu jogo melhor".

O mesmo Carroll também foi responsável por divertir aos presentes ao ser questionado sobre o que gostaria eles gostariam de pegar do time adversário para o seu e, em claro tom de brincadeira, respondeu:

"Nós adoraríamos ter os pontos deles, vocês marcaram 800 nesta temporada? Se nós tivéssemos esses pontos, creio que nossa defesa poderia ir muito bem".

Outro grande momento de bom-humor do técnico do Seahawks e o grande momento da coletiva foi quando John Fox foi questionado quanto a cirurgia que fez no coração depois de ter um sofrido um enfarte, que o tirou de 4 jogos da temporada até mesmo, e o treinador do Broncos respondeu que o tempo dele até o retorno é semelhante ao de um jogador que sofre uma torção no tornozelo.

Depois da resposta de Fox, Carroll, imediatamente, interveio e disse:

"Se eu pudesse fazer um comentário, seria 'que pessoa'. Comparar uma cirurgia no coração ao retorno de uma entorse no tornozelo. Isso é incrível!".

Encerrada a coletiva, os dois personagens principais da entrevista coletiva se levantaram, voltaram a passar por perto do troféu Vince Lombard e, sequer lançaram um olhar a ele, tornando a relevá-lo. Deixando a certeza no ar de que, quem for capaz de conquistá-lo no domingo, com certeza, não dará esse tratamento a taça.

VAVEL Logo