Broncos batem Steelers de virada e garantem vaga na final da AFC
Foto: Divulgação/Denver Broncos

O jogo deste domingo (17) se manteve aberto durante a maior parte do tempo. Com a pequena vantagem de apenas um ponto, o Pittsburgh Steelers se mantinha à frente. Enquanto os Broncos tinham falhas no ataque, os Steelers pressionavam na defesa, dificultando o caminho de Peyton Manning. Foi no final da partida, com um fumble forçado por Bradley Roby e recuperado por DeMarcus Ware que o Denver Broncos avançou para a derradeira vitória.

Primeiro tempo frio e com pouca emoção em Denver

Não foi apenas na temperatura de Denver que o jogo começou frio. Havia grande expectativa para a volta de Peyton Manning como titular dos Broncos. O jogador esteve fora da competição por um mês devido a uma contusão no tornozelo, e voltou ao campo na segunda metade do jogo contra o San Diego Chargers na primeira rodada dos playoffs.

No primeiro quarto de Broncos contra Steelers, Manning não completou muitos passes, por falhas de seus recebedores e pressão no ataque adversário, e tudo o que a equipe conseguiu foi alcançar jardas o suficiente para converter field goals.

Os Steelers abriram o jogo com a posse de bola, mas depois de três jogadas e sem conseguir uma jarda sequer, tiveram de devolver a bola para o time adversário. Foi nessa primeira posse dos Broncos que eles conseguiram avançar e marcar o primeiro field goal da partida, um chute de 28 jardas de McManus.

O segundo foi marcado faltando 3:40 para o final do primeiro quarto, a uma distância de 41 jardas. Em seguida, os Steelers marcaram o único touchdown do primeiro período do jogo. Com uma corrida de Fitzgerald Toussaint e extra point bom de Boswell, a equipe deixava o placar em 7-6.

Na posse de bola seguinte, Boswell amplia a vantagem com um field goal de 43 jardas. A distância de quatro pontos sobre os Broncos não durou muito tempo. Nos segundos finais do primeiro tempo, McManus chutou, voltando à diferença de apenas um ponto entre as duas equipes. O segundo quarto terminou em 10-9 para os Steelers.

Clima esquenta e Broncos se garantem no segundo tempo

Até o final do terceiro quarto, o jogo permaneceu exatamente como no primeiro período. A vantagem continuava sendo dos Steelers, que anotaram mais um field goal após oito jogadas em sua primeira posse de bola. Mas a distância em relação ao adversário diminuiu novamente após duas campanhas sem conversão das duas equipes. Denver Broncos, outra vez com a bola, volta a ficar a apenas um ponto de Pittsburgh, com McManus conquistando mais três pontos para a equipe; deixava o placar em 13-12.

O ponto de ebulição da partida foi aos cinco minutos do último quarto. Bradley Roby sofreu o fumble que mudou toda a história do jogo deste domingo. DeMarcus Ware recuperou a bola antecipando para os Broncos a chance da pontuação.

Esta chance foi, então, muito bem aproveitada. O Denver Broncos se esforçou e chegou na porta da endzone do adversário com 4:08 no relógio e apenas uma jarda para a conquista do touchdown. Foram duas jogadas sem sucesso até que, na terceira, C. J. Anderson, pelo meio da barreira,conquista os sete pontos que fizeram a grande virada de Denver.

Os Broncos não se contentaram com apenas um extrapoint, resolveram, portanto, fazer uma tentativa de conversão de dois pontos e obtiveram sucesso. Faltando somente três minutos para o fim do jogo o placar era 20-13 para o time da casa. Pittsburgh não conseguiu esboçar reação na campanha seguinte e a bola voltou para os Broncos, que alcançaram mais um field goal, de 45 jardas, para ampliar ainda mais sua vantagem.

Novamente com a bola, os Steelers conseguiram avanço o suficiente apenas para um field goal, colocando-se a uma diferença de sete pontos dos adversários. Com 19 segundos no cronômetro, decidiram por tentar o onside kick a fim de virar o jogo, porém não obtiveram sucesso. O jogo terminou em 23-16 para o Denver Broncos. Estes vão a New England na próxima semana para disputar a final da Conferência Americana com os Patriots

VAVEL Logo