Campeão do Super Bowl 50 pelo Denver Broncos, Demaryius Thomas morre aos 33 anos
Divulgação/Denver Broncos

A tristeza mais uma vez bate forte nos esportes americanos pela morte de um personagem recente tão cedo. Na noite desta quinta-feira (9), o wide receiver Demaryius Thomas foi encontrado morto em casa aos 33 anos de idade. Ídolo no Denver Broncos, foi um dos destaques da franquia na conquista mais recente, o Super Bowl 50, no ano de 2015. Um dos jogadores mais queridos no Colorado anunciou sua aposentadoria no último mês de junho, após uma década de serviços prestados ao futebol americano profissional.

Segundo o Departamento de Polícia de Roswell, cidade localizada no estado norte-americano da Geórgia, Thomas foi encontrado morto em sua residência e as razões preliminares dão a entender que a causa do óbito está relacionada a problemas médicos. Os investigadores não acreditam em outra hipótese até o momento, uma vez que à primeira vista, não tinha nenhuma substância medicamentosa ao redor, tampouco sinais de violência.

Eric Lars Bakke
Eric Lars Bakke

Nascido na Geórgia, Demaryius Thomas tinha o biótipo e as habilidades de um atleta desde o ensino médio. Thomas terminou os estudos colegiais na West Laurens High School, em Dexter, Geórgia, com destaques para atletismo, basquete e futebol americano. Com destaques em velocidades e recepções, esteve bem colocado nos rankings de ensino médio e universitário do estado. Na carreira universitária, as habilidades atléticas também se destacaram em Georgia Tech. Em três temporadas, disputou 39 partidas, com 120 recepções, 2.339 jardas totais (média de 19,5) e 15 touchdowns anotados.

O início na NFL veio após ser selecionado na primeira rodada do Draft de 2010 pelo Denver Broncos, na 22ª escolha, com contrato profissional assinado no mês de julho do mesmo ano. A relação com a franquia do Colorado durou pouco mais de oito temporadas. Entre 2012 e 2016, foram mais de 1 mil jardas totais em cada temporada, com média de 100 recepções. Participou do Pro Bowl em 2012, 2013, 2014 e 2016 e venceu o Super Bowl 50 sobre o Carolina Panthers. Na metade da temporada regular de 2018, encerrou a relação com os Broncos e se juntou ao Houston Texans. No ano seguinte, jogou por New England Patriots e New York Jets, já sem o mesmo nível de desempenho dos anos anteriores.

Eric Lars Bakke
Eric Lars Bakke

Em toda a sua carreira profissional, foram 143 jogos. Com 724 recepções, 9.765 jardas totais (média de 13,5) e 63 touchdowns, além de 12 fumbles forçados e outros dez perdidos. O aproveitamento de D. T. nas recepções era de 61%. Aos 33 anos, o ex-jogador iria completar 34 anos no próximo dia 25, Dia de Natal. Ao encerrar a sua carreira no último mês de junho, Thomas afirmou que não foi uma decisão fácil por ter materializado e concretizado o sonho de criança em ser uma atleta profissional, mas que estava satisfeito por tudo o que o futebol americano o proporcionou.

“É uma decisão difícil, uma decisão realmente muito difícil. Quando criança ou quando fazia alguma coisa, sempre estava dando o meu melhor para continuar, seguir em frente. O futebol americano era o meu objetivo. A cada ano, eu tentava ficar cada vez melhor. Claro que sabia que estava envelhecendo. Foi algo difícil, mas estou grato pelo que fiz em 10, 11 anos. Eu sou muito grato e agora posso seguir em frente. Estou feliz, saudável, e agora posso tentar encontrar minha próxima sarna para me coçar”, falou à época.

Repercussão

A confirmação de sua morte trouxe muita tristeza para os torcedores, atletas e ex-atletas e a comunidade da NFL como um todo. Equipe onde obteve maior reconhecimento e sucesso mundial, o Denver Broncos emitiu um comunicado em suas páginas oficiais o qual lamentou a morte repentina, destacou o carinho e o profissionalismo, além de ser uma pessoa querida por todos.

“Estamos arrasados e com o coração completamente partido pela morte súbita e trágica de Demaryius Thomas. D. T. era querido por toda a nossa organização, seus companheiros de equipe, seus treinadores e nossos fãs. Recentemente aposentado como um Bronco, estávamos ansiosos para celebrar Demaryius nos próximos anos como um dos maiores jogadores da história da franquia. Durante nove temporadas em Denver, Demaryius se estabeleceu como um wide receiver dominante e recordista, uma parte instrumental de duas corridas na competição e na nossa vitória no Super Bowl 50. Seu legado como um Bronco se estendeu muito além do campo como um cuidadoso e generoso membro de nossa comunidade. D. T. amava retribuir – especialmente passar o tempo com as crianças – e impactou inúmeras vidas por meio do Clube de Garotos e Garotas dos Broncos, visitas a hospitais, seu acampamento anual de futebol e muitas outras interações genuínas. Humildade, ternura, bondade e o sorriso contagiante será sempre lembrado por aqueles que o conheceram e o amaram. Em Demaryius Thomas, perdemos um jogador incrível e uma pessoa especial. Nossos corações e profundas condolências vão à família Thomas e a todos os que estão sofrendo esta perda inimaginável”, publicou a franquia.

VAVEL Logo