Com Oscar Schmidt, Jogo das Celebridades abre fim de semana das estrelas da NBA

Na noite desta sexta-feira (17), o All-Star Weekend da NBA teve início, o fim de semana das estrelas no qual vários eventos ocorrem envolvendo atletas da maior liga de basquete do mundo, que em 2017 tem sede em New Orleans. O primeiro deles é o Jogo das Celebridades, no qual duas equipes de pessoas de diversos segmentos atuam em uma partida célebre e comemorativa. Em 2017, um dos nomes mais comentados para os basqueteiros foi o do brasileiro Oscar Schmidt, integrante do Hall da Fama do Basquete, mas que nunca atuou na maior liga de basquetebol do planeta.

Com nomes mais conhecidos do entretenimento norte-americano, nomes como Jason Williams, Baron DavisNneka OgwumikeCandace ParkerLindsay Whalen foram os mais reconhecidos para os fãs de basquete em geral. O Time Leste (auxiliado por Kyle Lowry, do Toronto Raptors) venceu o Time Oeste (auxiliado por Draymond Green, do Golden State Warriors) por 88 a 59, sendo o ator e humorista famoso por imitações de jogadores da NBA, Brandon Armstrong, o MVP da partida com 16 pontos e 15 rebotes.

Foto: Divulgação / NBA

Oscar Schmidt estava no Time Leste e saiu vencedor do confronto. A "estreia" de Oscar na NBA foi com quatro pontos, dois rebotes e uma assistência, atuando por 11 minutos na partida. A lenda do basquete nunca jogou pela NBA, mas marcou presença na partida comemorativa com boas jogadas. O brasileiro queria o prêmio de MVP da partida, mas não o conseguiu ao fim do jogo. Entretanto, as homenagens ao longo da semana pelo Brooklyn Nets e a oportunidade de jogar uma partida desse nível foram grandes momentos do basquete, e principalmente do "Mão Santa".

História de Oscar no basquete e "lacuna" na carreira em relação a NBA

Um dos destaques da partida ficou por conta de Oscar Schmidt, considerado por muitos o melhor jogador de basquete do Brasil e que nunca atuou por uma equipe da NBA. A história de Oscar no basquete começa no Brasil, alcança a seleção nacional e rapidamente se transfere para a Europa, mais precisamente na Itália, quando chegou em 1982 e virou ídolo no país, onde jogou até 1993.

Em 1984, Oscar estava no Draft da NBA, Draft conhecido por levar jogadores como Michael Jordan, Hakeem Olajuwon, Charles Barkley e John Stockton para a maior liga de basquete do mundo. Oscar foi a 131º escolha do Draft, na sexta rodada, selecionado pelo New Jersey Nets (atual Brooklyn Nets) e se aceitasse a escolha deveria abdicar de atuar na seleção brasileira. As regras do esporte, na época, consideravam somente a NBA como basquete profissional e as diversas competições organizadas pela Federação Internacional de Basquete (Olimpíadas, Mundial, Pan-Americano, Copa América) como amadoras, logo se um atleta atuasse pelo profissional não poderia atuar contra "amadores" novamente.

Oscar voltou a atuar por clubes brasileiros em 1995, para encerrar a carreira em 2003 pelo Flamengo. Sua maior vitória na carreira se deu em 1987, quando venceu a seleção estadunidense em Indianápolis, pelo Pan-Americano daquele ano e, junto com outros fatos (como a derrota estadunidense para a União Soviética nas Olimpíadas de 1888), modificou as regras e considerou que jogadores da NBA pudessem atuar por suas seleções em torneios da FIBA. Com isso, nas Olimpíadas de 1992, foi formado o conhecido Dream Team, com diversas estrelas do esporte.

Outros eventos do All Star Weekend

Sábado (18/02/17)

Calouros estadunidenses da NBA 141 x 150 Calouros estrangeiros da NBA, às 00h

Duelo de habilidades, às 23h

Domingo (19/02/17)

Torneio de 3 pontos, logo após o duelo de habilidades

Torneio de enterradas, logo após o torneio de 3 pontos

Jogo das estrelas: Conferência Leste x Conferência Oeste, às 22h

VAVEL Logo