Curry decide na prorrogação, Warriors vencem Blazers e se aproximam da classificação

Golden State abre 3 a 1 na série e precisam de uma vitória para garantir a classificação para as finais da Conferência Oeste. Curry retornou de lesão e anotou 40 pontos

Curry decide na prorrogação, Warriors vencem Blazers e se aproximam da classificação
Foto: Divulgação/NBA
Portland Trail Blazers
125 132
Golden State Warriors

Na noite desta segunda-feira (10), o Portland Trail Blazers recebeu o Golden State Warriors na Moda Center, em Portland, e perdeu por 132 a 125. O jogo foi decidido na prorrogação e o nome do jogo foi Stephen Curry, que retornou de lesão após duas semanas. O armador anotou 40 pontos, pegou 9 rebotes e deu 8 assistências. Com o triunfo, os Warriors botaram fim na invencibilidade dos Blazers em casa nos playoffs deste ano.

Curry retornou de lesão e mostrava-se frio, errando arremessos que costumava acertar. Mas, no último quarto, o armador começou a acertar os arremessos de três pontos e contribuía de forma importante com assistências. Ainda teve a bola para decidir o jogo, mas errou e o jogo caminhou para a prorrogação. No quarto de desempate, o armador anotou 17 pontos (três a mais que os Blazers) e liderou a vitória dos Warriors.

Com o resultado, os Warriors lideram a série por 3 a 1 e precisam de uma vitória para garantir a classificação para as finais da Conferência Oeste. Agora, a série caminha para Oakland, onde será realizado o jogo 5, na próxima quarta-feira (11). Os Warriors venceram os dois primeiros jogos como mandante e agora reencontram sua torcida buscando encerrar a série.

Blazers abrem vantagem no início, Warriors se recuperam mas vacilam no fim e donos da casa vão para intervalo com vantagem

Com grande início de jogo de Damian Lillard anotando nove pontos na primeira metade do primeiro período, o Portland Trail Blazers começou abrindo uma incrível vantagem de 21 a 5 contra o Golden State Warriors.

Atrás no placar, o técnico Steve Kerr resolveu colocar no jogo seu principal jogador, Stephen Curry, que retornara de lesão após duas semanas de fora. O camisa 30 anotou quatro pontos no primeiro período e se mostrou um pouco fora de ritmo ao nem pegar aro no primeiro arremesso de três pontos. Mas, os Warriors conseguiram um run de 13 a 3 até o fim do período, que terminou com vitória dos Blazers por 24 a 18.

No início do segundo quarto, os Blazers conseguiram aumentar sua vantagem para dez pontos, mas os Warriors em alguns momentos conseguiam se aproximar do empate mas na sequência cometiam erros que faziam com que os donos da casa aumentassem sua vantagem outra vez.

Nos cinco minutos finais do segundo quarto, os Warriors conseguiram um run de 10 a 0 e ficaram apenas três pontos atrás. Então, os Blazers adotaram a tática do hack-a-Bogut, levando o pivô dos Warriors para a linha do lance livre e não deixando a franquia de Golden State trabalhar a bola.

O placar estava apertado e o jogo entrou nos dois minutos finais. Shaun Livingston retornou para a quadra, sofreu uma falta não marcada pelo árbitro e reclamou por isso, levando uma técnica por isso. Livingston novamente reclamou e foi expulso. A situação mexeu com os ânimos dos Warriors, que viram os Blazers anotarem sete pontos seguidos e aumentaram a vantagem para 13. No fim, Curry com um "and one" conseguiu diminuir para dez. Os Blazers foram para o intervalo vencendo por 67 a 57, com Lillard com 17 pontos e McCollum com 16.

Warriors dominam terceiro quarto e viram placar, mas Blazers reage no último quarto e o jogo vai para prorrogação

Os Warriors retornaram melhor no terceiro quarto. No início, começaram forçando muitas bolas de três pontos e errando bastante. Curry tinha um péssimo aproveitamento no perímetro, indo para o último quarto do jogo com nenhum acerto em nove tentativas.

Mas, apesar da péssima noite do camisa 30 na linha de três, os Warriors tinham Klay Thompson. As bolas de três pontos do ala-armador foram fundamentais para a virada de Golden State no placar. Mesmo sem estar com a mão calibrada, Curry ainda se mostrou importante com suas assistências. Os Warriors venceram o terceiro período por 29 a 18 e foram para o último quarto vencendo por 86 a 85.

No último quarto, os Blazers equilibraram o jogo, que ficou ponto a ponto. As equipes passaram a travar disputas nas bolas de três também. Stephen Curry desecantou no perímetro e Damian Lillard voltou a acertar após passar o terceiro quarto em branco. McCollum e Klay Thompson também estavam com as mãos afiadas e travavam duelo, assim como Marreese Speights e Al-Farouq Aminu.

Nos dois minutos finais, os Warriors ficaram sem Andrew Bogut, que chegou à sexta falta e teve que ir para o banco mais cedo. Restando 24 segundos, Lillard errou o último ataque dos Blazers e os Warriors tiveram a bola do jogo com Curry, mas o camisa 30 também acabou falhando na hora de decidir e o jogo caminhou empatado para prorrogação por 111 a 111.

Curry decide na prorrogação e Warriors vencem

Na prorrogação, o Golden State contou com a grandeza do seu melhor jogador. Stephen Curry anotou os 12 primeiros pontos dos Warriors e decidiu o jogo. Foram três bolas de três pontos e 17 pontos dos 21 dos Warriors na prorrogação. Curry, sozinho, fez mais pontos que os Blazers, que anotaram ao todo apenas 14 pontos.

Destaques do jogo

Portland Trail Blazers

#0 Damian Lillard: 36 pontos, 6 rebotes e 10 assistências

#3 C.J. McCollum: 24 pontos

#8 Al-Farouq Aminu: 18 pontos e 13 rebotes

Golden State Warriors

#30 Stephen Curry: 40 pontos, 9 rebotes e 8 assistências

#11 Klay Thompson: 23 pontos

#23 Draymond Green: 21 pontos, 9 rebotes e 5 assistências