Lendas da Copa do Mundo: Taffarel, o goleiro que mais vezes defendeu o Brasil
LENDAS DA COPA DO MUNDO: Taffarel, o goleiro que mais vezes defendeu o Brasil (CBF)

Lendas da Copa do Mundo: Taffarel, o goleiro que mais vezes defendeu o Brasil

renata-guerra
Renata Guerra

Taffarel nasceu em Santa Rosa, no Rio Grande do Sul, em 8 de maio de 1966. Começou a jogar futebol profissionalmente em 1985, quando atuava pelo Internacional. Em três anos recebeu sua primeira chance na Seleção Brasileira, contra a Austrália, em 7 de julho de 1988. O Brasil venceu por 1 a 0.

108 jogos pela Seleção Brasileira: Ao todo foram apenas 13 derrotas vestindo a camisa verde e amarela. Taffarel, o goleiro campeão do mundo de 1994. Por sinal, o único campeão mundial na história da competição a defender um pênalti na final.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

O arqueiro da amarelinha nunca foi substituído ou mesmo ficou de fora de uma partida de Mundial. Um recorde impressionante para um goleiro que até hoje é lembrado por suas qualidades, principalmente a capacidade de defender pênaltis em momentos decisivos.

Na Copa América de 1989, disputada no Brasil, o goleiro pegou tudo, e levou apenas um gol em sete jogos. O Brasil conquistou o título depois de 40 anos, e Taffarel virava de vez ídolo nacional, consolidando-se como melhor goleiro do país.

COPA DE 1990

Getty Images
Getty Images

A decepção viria pouco tempo depois, na Copa de 1990. O goleiro levou apenas dois gols em quatro jogos, mas um deles justamente quando não podia: nas oitavas de final, quando o Brasil perdeu para a Argentina por 1 a 0. O sonho do título mundial teria que esperar. 

CONSAGRAÇÃO MUNDIAL

Getty Images
Getty Images

Brasil entrava com o objetivo maior em ser campeão mundial nos EUA, na Copa de 1994. Taffarel levou apenas um gol na fase de grupos da Copa, no empate contra a Suécia. O Brasil classificou-e na primeira posição, e enfrentou os EUA nas oitavas de final. Em um jogo duríssimo, vitória por 1 a 0, e vaga nas quartas de final. Em mais um jogo complicadíssimo e tido como o melhor da Copa, o Brasil venceu a Holanda por 3 a 2 e foi às semifinais. De novo contra a Suécia, a seleção dessa vez venceu por 1 a 0, e fez a decisão contra um velho conhecido: a Itália.

Getty Images
Getty Images

O jogo contra os italianos teve o zero no placar durante os 90 minutos do tempo normal e nos 30 minutos da prorrogação. Taffarel mantinha a meta brasileira intacta, confirmando a zaga verde e amarela como uma das melhores do mundial, com apenas três gols sofridos em sete jogos. Na decisão por pênaltis, ele fez história ao ser o primeiro e único goleiro a defender uma cobrança em um jogo final de Copa do Mundo. O atacante Massaro sucumbiu diante do goleiro brasileiro, e perdeu sua cobrança. Foi ali que nasceu o célebre bordão sai que é sua Taffarel!”, gritado pelo locutor Galvão Bueno. A defesa foi fundamental para o Brasil conquistar o tetracampeonato mundial, título que o país esperava há 24 anos.

Getty Images
Getty Images

COPA DE 1998

Getty Images
Getty Images

 

Na Copa do mundo de 1998, nas semis finais contra Holanda, Taffarel foi Taffarel, Após empate em 1 a 1, os times disputaram a vaga na final nos pênaltis. E goleiro, perito no assunto, defendeu duas cobranças, de Cocu e Ronald de Boer. Novamente, foi herói. Na final, o Brasil perdeu para França por 3x0.

É recordista em jogos como goleiro brasileiro na história das Copas América, com 25 partidas em 5 edições disputadas: 1989, 1991, 1993, 1995 e 1997.

CBF/Reprodução
CBF/Reprodução

Atualmente, Taffarel é preparador da Seleção Brasileira comandada pelo técnico Tite.

VAVEL Logo

    Seleção Brasileira Notícias

    há 3 dias
    há 25 dias
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês
    há um mês