Valentim elogia atuação do Botafogo com 10: "Resultado não foi o que a gente merecia"

Técnico concedeu entrevista coletiva logo após empate contra o Bahia

Valentim elogia atuação do Botafogo com 10: "Resultado não foi o que a gente merecia"
(Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

Na tarde deste domingo (10), Botafogo empatou com o Bahia por 3 a 3 na Arena Fonte Nova. Em seguida, o técnico Alberto Valentim falou em entrevista coletiva.

Apesar de pênalti controverso e uma expulsão do jogador Rodrigo Aguirre, o time sempre esteve à frente do placar, porém acabou cedendo empate no fim. Apesar disso, Valentim exaltou a entrega da equipe.

"Fica um sabor amargo, mas tem a qualidade de jogo, sempre na frente do placar. Gostei muito do time, mas o resultado não foi o que a equipe merecia pelo que fizeram".

Sobre a organização tática do time, o técnico disse que o time procurou jogar e foi muito organzado na parte defensiva. Ainda exaltou a atuação do goleiro Jefferson.

"Time que procurou jogar, foi muito organizado na fase defensiva. Foi difícil entrar na gente. E, quando entrou, o Jefferson foi muito bem".

Kieza, atacante da equipe alvinegra, vinha sendo contestado pela torcida nas suas últimas atuações. Contudo, acabou fazendo dois gols na tarde deste domingo (10). Além da atuação do jogador, Valentim exaltou a ajuda e colaboração dos seus companheiros.

"Está bem, procurando nos ajudar o máximo. Não só na fase ofensiva, mas também ajudando a recompor. Fez gols também porque os jogadores o ajudaram".

A equipe carioca foi para o vestiário com os ânimos exaltados. Afinal, acabara de tomar o gol de empate e um de seus companheiros havia acabado de deixar o gramado após receber um cartão vermelho. Quando perguntado sobre o que foi conversado e a postura de Valentim neste delicado momento da partida, o técnico foi enfático ao dizer.

"(Pedi) Que fôssemos mais organizados o possível, porque com um a menos é difícil. O adversário vai jogar um pouco mais. E quando estivéssemos com a bola, procurar para jogar".

Ainda sobre o jogo, o técnico comentou: “Fomos cirúrgicos, principalmente com um a menos. O Bahia viria para frente com tudo, e o Allione foi feliz. Gostei do time. A proposta nossa era jogar de frente, e fizemos isso mesmo com um a menos."

Apesar de tomar um gol no final do jogo, o técnico saiu em defesa do time. Vale ressaltar sua indignação à beira do campo nos minutos finais pós o gol.

"Allione conseguiu antecipar, mas o time marcou bem. São detalhes. Relaxar não. Foi uma equipe guerreira, e infelizmente levamos o gol no fim".

Nesta próxima quarta-feira (13) o Botafogo enfrenta o Atllético-PR, no Estádio Nilton Santos.

"Torcedor tem que nos ajudar, jogo em casa. A gente precisa fechar esses dois jogos com uma classificação melhor. O fator casa vale muito quando o torcedor está nos ajudando".

O duelo será o último antes da pausa para a Copa do Mundo FIFA 2018. Por isso, o clube está vendendo ingressos mais baratos para que a torcida possa comparecer em peso.

"É importante frisar isso para os torcedores. Faço pedido para que estejam lá para nos ajudar na quarta-feira" completou Valentim.

O técnico já citou os próximos passos e projeçoes para o duelo contra o Furacão: “Primeiro recuperar bem. Tivemos desgaste grande no Carioca e depois no Brasileiro, principalmente com jogos quarta e domingo".

Matheus Fernandes vive uma boa fase profissional: olheiros do Arsenal (ING) e do Villareal (ESP) estiveram acompnhando o jogo in loco neste final de semana. Outro que está numa crescente é o contestado Léo Valência.

"São jogadores com quem posso contar. Léo está numa crescente. Quando precisei tirá-lo e colocar outro jogador, ele voltou e voltou muito bem. Estamos aproveitando o momento dele. É muito profissional, muito dedicado. Dou ele como exemplo ao grupo em relação à entrega que tem nos treinos".

Alberto ainda comentou sobre o zagueiro Marcelo Benevenuto, que recebeu a difícil missão de jogar no lugar de Carli.

"Você esqueceu de citar um jogador que é o Marcelo Benevenuto. Marcelo que não estava vindo para os jogos, jogou muito bem. Contra o Vasco, citei o nome dele. E ele aproveitou a oportunidade hoje".

Para encerrar, o comandante alvinegro exaltou a entrega e união, características muito marcantes deste time.

"Nosso grupo é esse. Por isso, fomos campeões lá atrás, por isso passamos na Sula-Americana. É um time guerreiro e unido. Time que se respeita e que está para ajudar a todos, ao clube e ao treinador".