Em jogo polêmico, Cruzeiro e Fluminense ficam no empate sem gols no Mineirão
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Em jogo polêmico, Cruzeiro e Fluminense ficam no empate sem gols no Mineirão

Muito nervosismo de ambos os lados, interferência do VAR e pouca criatividade no duelo entre mineiros e cariocas

edilson-dias
Edilson Dias

Em duelo direto contra o rebaixamento, Cruzeiro e Fluminense entraram em campo precisando pontuar. A equipe mineira sem saber o que era vencer a seis jogos e o Tricolor das Laranjeiras buscando a terceira vitória consecutiva. A partida pela 24ª rodada do Brasileirão foi muito animada no estádio do Mineirão, mas não pelo futebol apresentado e sim pelo árbitro de vídeo.

Cruzeiro pressiona e Flu não leva perigo

As equipes iniciaram a partida pressionadas com os resultados da rodada que não eram favoráveis. O Botafogo venceu o Goiás e o CSA conseguiu bater o Internacional. O Cruzeiro, desesperado pela vitória, se lançou ao ataque e aos 8 minutos Jadson chutou com perigo e no rebote Sassá chutou na rede pelo lado de fora. Aos 9’, Egídio cabeceou para boa defesa de Muriel.

Na tentativa de equilibrar a partida, o Fluminense adotou a principal característica da equipe que era comandada por Fernando Diniz, o toque de bola. Mas não conseguiu levar perigo ao gol de Fábio. Já o Cruzeiro deu trabalho ao goleiro Muriel, aos 17', David chutou de fora da área e o arqueiro tricolor espalmou para escanteio. Egídio foi outro a tentar o arremate de longa distância, sem muito perigo.

Após os 25' da primeira etapa, o jogo esfriou e nenhuma equipe levou perigo à meta adversária. Vale destacar que o tricolor terminou sem conseguir dar um chute a gol, todos os quatros que tentou foram para fora. Enquanto a equipe Celeste conseguiu acertar a meta de Muriel por seis vezes. No último minuto, o árbitro Jean Pierre expulsou o volante Yuri do Tricolor, mas com o auxílio do VAR, ele voltou atrás e deu apenas amarelo.

Torcida do Cruzeiro apoio até o final. Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Torcida do Cruzeiro apoio até o final. Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Poucas chances e muita polêmica

Precisando da vitória o Cruzeiro voltou para a segunda etapa, da mesma maneira que iniciou a partida. Com um minuto, Edilson chutou forte de fora da área e acertou o travessão. Aos 6', enfim a Raposa conseguiu abrir o marcador depois de tanto pressionar, Egídio foi à linha de fundo e cruzou para Fred completar de cabeça. Mas o árbitro consultou o VAR e assinalou uma falta polêmica de Robinho em Gilberto, assim anulando o gol da equipe mineira.

Assim como no primeiro tempo, a intensidade do jogo caiu muito e os times não conseguiram levar perigo à meta adversária. Dos 10 minutos do segundo tempo até o final da partida, apenas um chute foi na direção do gol, Marquinhos Gabriel chutou fraco e Muriel defendeu. Aliás, a equipe tricolor conseguiu a proeza de passar os 90' sem chutar no gol, todos os sete arremates foram para fora.

Panorama no Campeonato

Com o resultado, o Fluminense chegou a quatro jogos sem perder no campeonato e alcançou os 26 pontos, se mantendo na 15ª posição, três pontos acima do Z-4. Já o Cruzeiro se complicou de vez. Não vence há sete jogos, é o 18º colocado e agora está a quatro pontos do CSA, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Fluminense encara o Bahia no próximo sábado (12) às 19h no estádio do Maracanã. O Cruzeiro tem outro confronto direto contra um adversário do Z-4, a Chapecoense, no domingo(13) às 19h, fora de casa.

VAVEL Logo
CHAT