Em noite de homenagem, Botafogo derrota Boavista com gol nos acréscimos
Alex Santana fez um golaço no Nilton Santos (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Em noite de homenagens a Valdir Espinosa, o Botafogo venceu o Boavista por 2 a 1 no Estádio Nilton Santos e começou a Taça Rio do Carioca com o pé direito. O Alvinegro é segundo colocado no Grupo A da competição e enfrentará o Flamengo no próximo sábado no estádio do Maracanã.

Muitas homenagens a Valdir Espinosa antes do jogo. (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Muitas homenagens a Valdir Espinosa antes do jogo. (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Desde o início a partida prometia fortes emoções, principalmente com o recente falecimento do técnico campeão Carioca em 1989 e que era o atual gerente de futebol, Valdir Espinosa. Paulo Autori não contou com o meia japonês Keisuke Honda e nem o centroavante Pedro Raul, entretanto teve a estreia do equatoriano Gabriel Cortez.

Boavista tem a bola, mas Botafogo sai na frente

Após 11 dias apenas treinando, o Botafogo voltou a campo para a estreia na Taça Rio diante do Boavista e começou a partida com tudo. Logo aos três minutos, o estreante Gabriel Cortez arriscou o chute de fora da área. O Verdão de Bacaxá começou a tocar a bola para esfriar o jogo e não deixar o Glorioso controlar o duelo.

Aos 10 minutos, Alex Santana e Luis Henrique tabelaram e o volante alvinegro isolou a bola. Aos 14 minutos, após bate e rebate a bola sobrou limpa na entrada da área para Alex Santana finalizar, novamente passou por cima do gol, mas dessa vez levando perigo a meta de Klever.

A equipe de Saquarema tinha a posse de bola, mas não conseguia levar perigo a meta defendida por Gatito Fernandez. Aos 24 minutos, blitz alvinegra. Rafael Navarro chutou e Klever deu rebote, Luis Henrique dominou e rolou açucarada para Alex Santana finalizar na gaveta, 1 a 0 Botafogo.

O Boavista conseguiu sua primeira finalização aos 28 da primeira etapa. Michel tentou o chute de fora da área, mas isolou. Aos 30 minutos, Bruno Nazário cabeceou e Klever defendeu, no rebote ele chutou e nova defesa do goleiro, na terceira oportunidade isolou a bola. Grande chance desperdiçada pelo Botafogo.

Em falta perigosa para o Boavista, o lateral Jean soltou a bomba que bateu na barreira e acertou o travessão de Gatito Fernandez. Aos 44 minutos, Bruno Nazário encontrou Gabriel Cortez sozinho dentro da área, ele furou e perdeu uma grande chance. No último minuto da primeira etapa, Luis Henrique arrancou, driblou dois e podendo tocar, preferiu a finalização. O goleiro Klever salvou o Verdão.

Boavista empata, mas Botafogo vence no fim

Na volta do intervalo, o Botafogo voltou pressionando. Logo com um minuto, Gabriel Cortez chutou para o fundo das redes e saiu pra comemorar. Entretanto, o bandeirinha, com certa demora, assinalou o impedimento. Aos dois minutos, Danilo Barcelos soltou a bomba para defesa de Klever.

Mas como diz o ditado “Quem não faz, leva.”. Aos 5 minutos, cruzamento de Wellington Silva, cabeçada de Michel e Gatito Fernandez falhou feio, tudo igual 1 a 1. O Boavista cresceu após o empate e aos 13 minutos Michel chutou a bola foi espalmada, mas no rebote Erick Flores tocou com a mão na bola.

Aos 23 minutos, Caio Dantas passou por três dentro da área e finalizou com muito perigo para grande defesa de Gatito Fernandez. Aos 29 minutos foi a vez do Botafogo atacar. Luis Henrique recebeu, tirou dois marcadores e chutou com muito perigo a direita da meta defendida por Klever.

Luiz Fernando e Luis Henrique tabelaram e na finalização a bola passou pelo goleiro do Boavista, mas a zaga cortou. Aos 41, Barrandeguy levantou na área e Luiz Fernando cabeceou para fora.

No final da partida, novamente Luis Henrique chamou a responsabilidade, driblou a marcação e rolou para Bruno Nazário que encobriu o goleiro Klever e marcou o seu terceiro gol no estadual, o quarto com a camisa do Botafogo e garantiu a vitória por 2 a 1.

Panorama no Campeonato

Com a vitória o Botafogo conseguiu os primeiros três pontos na Taça Rio e está na segunda colocação do Grupo A. Já o Boavista é o vice-lanterna da chave com nenhum ponto conquistado.

Na próxima rodada o clube da Estrela Solitária terá um clássico pela frente. Irá até o Maracanã enfrentar o Flamengo no próximo sábado (07) às 18h. Já o Boavista terá o fator caso a seu favor e receberá o Bangu, na sexta-feira (06) às 19h15.

VAVEL Logo