Atlético-MG vence o Flamengo e larga na frente pelas oitavas da Copa do Brasil
Foto: Pedro Souza/Atlético

Na noite desta quarta-feira (22), o Atlético-MG venceu o Flamengo por 2 a 1, num jogo que teve emoção até o fim, pela partido de ida da Copa do Brasil. Os gols do Galo param marcados por Hulk e Ademir, enquanto Lázaro diminuiu para o rubro-negro.

Equilíbrio e vantagem alvinegra

Começo de partido bastante intenso, fazendo jus a atmosfera em que o estádio proporcionava. Já nos primeiros minutos, já dava pra ter uma prévia do que poderia vir se tornar a partida, e aos seis minutos, Hulk fez uma obra de arte dentro do Mineirão e, por cobertura, abriu o placar para os donos da casa. Diga-se de passagem, metade do gol foi do Mariano, com uma linda assistência do campo de defesa.

O gol logo no início do partida com certeza não estava no script rubro-negro e isso fez com que o jogo tomasse outro ritmo, ainda mais acelerado e nervoso. A equipe carioca tentou responder, primeiro com arremate de fora da área e na sequência, com escanteio, mas ficou melhor para e goleiro alvinegro. No entanto, jogando mais recuado e esperando o momento certo para subir ao ataque, o Galo levou o rival para e seu campo e passou por alguns sustos.

O jogo era bem brigado e disputado, mas pela tensão, muitos erros bobos por ambos as equipes, o que atrasava bastante as investidas, gerando sempre uma oportunidade de contra-ataque do adversário, gerando um looping. As melhores oportunidades de cada equipe aconteciam com os pontas, mas pecando nos últimos passes.

Já nos minutos finais da primeira etapa, o jogo começou a pegar fogo, entradas duras e um festival de cartões amarelos distribuídos para a equipe carioca. No último lance ainda do primeiro tempo, num grande contra-ataque flamenguista, Andreas recebeu e ligou Gabi, que dominou e cruzou na segunda trave. A defesa alvinegra fez o primeiro corte, mas no rebote Gabi chegou batendo sem jeito, a bola saiu fraquinha e parou nas mãos de Éverson. Em seguida, o juiz apitou o fim da primeira etapa.

Brigado, disputado e justo

A etapa final voltou a todo vapor, com o rubro-negro querendo jogo e o Galo esperando para aproveitar os vacilos. A estratégia quase deu certo já nos primeiros momentos, quando Hulk partiu em velocidade após roubada de bola alvinegra. O atacante levou para e fundo e tentou achar Ademir, mas a defesa cortou. Os visitantes responderam com Gabi pelo ponto direita, que sofreu a falta na tentativa de ir para cima da marcação. Na cobrança, sem perigo.

Com o relógio batendo a marca dos nove minutos, Hulk partiu um velocidade deixando os marcadores para trás e lançando de cobertura para Ademir, que completou de cabeça para o fundo das redes rubro-negras. Após o segundo gol, o Flamengo passou a ter ainda mais dificuldades para sair pro jogo, com a marcação adversária ficando mais firme.

A equipe carioca fez algumas modificações, mudando sua formaçoe um busca de alternativas para diminuir o vantagem alvinegra. Pedro e Rodinei, trabalhando com Arrascaeta e Gabi, mas as jogadas não chegavam bem para conclusões e acabava por deixando os jogadores rubro-negros impacientes. Até que aos trinta da etapa final, Lázaro foi encontrado dentro da área e com um toque, fez a bola morrer dentro das redes alvinegras. Ao diminuir o placar, o Flamengo acordou para a partida e incendiou o jogo novamente.

Já nos minutos finais de partida, o jogo passou a ficar mais para os cariocas, que buscavam o gol de empate a todo custo, enquanto o Galo desacelerava e defendia como podia. Nos acréscimos, numa bela subida para e ataque, Calebe recebeu dentro da área e quase ampliou para os donos da casa, a bola explodiu na trave. Sem tempo para mais nada, a arbitragem apitou o fim da partida.

Situação das equipes e jogo da volta

Com a vitória por 2 a 1, o Galo tem uma leve vantagem para a decisão, no Rio de Janeiro. Caso o clube mineiro perca por um gol de diferença, a partida será levada para os pênaltis. No entanto, qualquer vitória rubro-negra por dois ou mais gols de diferença, garante sua classificação.

A partida de volta está marcada para quarta-feira (13), no Maracanã e, apesar da quantidade de cartões distribuídos pelo árbitro da partida, nenhum jogador estava pendurado.

VAVEL Logo