Em duelo direto contra o rebaixamento, Cuiabá e Juventude se enfrentam em busca de reação
António Oliveira deve promover a entrada de Deyverson no time titular (Foto: Divulgação/Cuiabá EC)

Cuiabá e Juventude passam por momentos delicados no Campeonato Brasileiro. As duas equipes, que se enfrentam na noite deste sábado (13) às 20h30 no Arena Pantanal, amargam as últimas posições na tabela de classificação.

Os donos da casa estão há cinco partidas sem vencer, sequência que afundou a equipe na 18ª posição, com 20 pontos. Já o time de Caxias do Sul por sua vez se encontra na lanterna da competição, a seis pontos de distância do Avaí, primeiro time fora do Z-4.

Alguns números ajudam a entender a situação das duas equipes. O Dourado tem o pior ataque do Brasileirão, com apenas 13 gols marcados em 21 jogos, uma média de 0,6 gols por partida. Outro fator é a péssima campanha em casa, com 11 pontos conquistados em 10 jogos, um aproveitamento de 36,7%. O último triunfo na competição foi no dia 10 de julho, quando derrotou o Botafogo por 2 a 0.

O Juventude também chega ao confronto de hoje com desempenho desfavorável. O time é dono da pior defesa do campeonato, ao lado do Avaí, com 34 gols sofridos, uma média de 1,6 gols por partida. O ataque é o segundo pior da competição, com apenas 16 gols. A última vitória jogando fora de casa foi no dia 15 de maio em cima Avaí, por 2 a 1. O aproveitamento como visitante é de apenas 23,3%.

Na história do duelo, o Cuiabá nunca perdeu para o Juventude. Em cinco partidas, foram dois empates e três triunfos para o Dourado. O clube de Caxias do Sul busca logo mais sua primeira vitória sobre o adversário.

  • António Oliveira conta com reforço para o ataque

Recém-contratado, o atacante Deyverson deve ser a principal novidade para a partida de hoje. O técnico António Oliveira declarou durante a semana que o recém chegado ao clube deve começar como titular. Além dele, os laterais João Lucas e Igor Cariús voltam a estar disponíveis no plantel após cumprirem suspensão na última rodada.

A ausência fica por conta de Rodriguinho, que sentiu dores nas costas e não treinou durante a semana. Com um gol marcado na competição, o jogador lidera o ranking de finalizações por jogo, com uma média de dois por partida.

Provável escalação: Walter; João Lucas, Marllon, Joaquim e Igor Cariús; Camilo, Rafael Gava e Pepê; Gabriel Pirani, Valdivia e Deyverson.

  • Louzer deve promover mudanças na equipe

Em desespero para sair da zona de rebaixamento, o Juventude se movimentou na janela de transferências, contratando sete jogadores. O goleiro Pegorari e o meia Bruno Nazário assumiram a titularidade, e outras novidades podem aparecer em campo na Arena Pantanal. O zagueiro Nogueira e o atacante Felipe Pires devem começar entre os 11 iniciais.

Entre as ausências importantes estão Vitor Mendes, que se recupera de lesão muscular, e Renato Chaves, que está em fase de recondicionamento físico.

Provável escalação: Pegorari; Rodrigo Soares, Paulo Miranda, Kelven e Moraes; Bruno Nazário, Marlon, Chico e Oscar Ruiz; Isidro Pitta e Vitor Gabriel.

  • Arbitragem

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA) 

Assistente 1: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (FIFA) (BA) 

Assistente 2: Luanderson Lima dos Santos (BA) 

VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (VAR-FIFA) (MG).

VAVEL Logo