Famalicão x Sporting : Um golo para (L)azar da equipa da casa

O Sporting soma e segue na Taça de Portugal. Os leões de Jorge Jesus venceram por 1-0 a equipa de Rui Silva com um golo de Markovic, num jogo que contou com mais dificuldades do que aquilo que seria suposto.

Famalicão x Sporting : Um golo para (L)azar da equipa da casa
Markovic foi o autor do golo dos leões (Foto: MaisFutebol)

O azar foi a palavra da noite para a equipa de Rui Silva. Numa noite em que o bom futebol esteve presente, o Sporting teve muitas dificuldades em segurar o meio-campo. 

Até ao início da segunda parte e à consequente entrada de William por lesão de Petrovic, os leões ainda se assustaram, mas a verdade é que o golo de Markovic aos 10' minutos chegou e sobrou para garantir a passagem à próxima fase da Competição. 

 

Surpresas, sorte e desiquilíbrios

Para o jogo desta noite Jorge Jesus só manteve Marovic e Jefferson no onze inicial face ao último jogo realizado pelo Sporting para o Campeonato. A fazer companhia ao brasileiro e ao sérvio estiveram , Beto , João Pereira, Douglas, Paulo Oliveira , Petrovic, Elias e Bruno César, Alan Ruiz e André. Já o Famalicão de Rui Silva jogou como pôde e até conseguiu entrar melhor no jogo do que aquilo que era suposto ao inicio.

Diogo Cunha foi o mestre de armas da equipa da casa e ao longo de todo o primeiro tempo foi ele o principal culpado das grandes dificuldades que o Famalicão foi criando aos leões. Aos 7’ fez o cruzamento para Chico que acabou por cabecear por cima e aos  20’ obrigou Beto à  primeira grande defesa da noite.

A equipa de JJ teve muitas dificuldades em segurar o meio-campo na 1ª parte | Foto : MaisFutebol
A equipa de JJ teve muitas dificuldades em segurar o meio-campo na 1ª parte | Foto : MaisFutebol

Se Diogo Cunha esteve em destaque do lado do Famalicão do lado do Sporting foram 3 os jogadores que chamaram a atenção de todos. As dificuldades de entendimento entre Elias e Petrovic foram demasiado evidentes e a prova disso mesmo foi a facildade com que a equipa da casa foi controlando o jogo em todos os lances ofensivos. Já pela positiva, o destaque vai para Markovic. O sérvio foi feliz aos 10’ de jogo quando num ressalto acaba por fazer o 1-0 a favor dos leões.

A verdade é que o Famalicão foi muito mais atrevido e muito mais ofensivo do que aquilo que seria de esperar à partida para o encontro. Até ao intervalo o Sporting ganhou concentração, mas a sorte não esteve do lado de Elias quando aos 40’, o brasileiro escorrega e desperdiça o passe colocado de Allan Ruiz.

Ainda antes do intervalo, destaque para o azar de Petrovic. O novo médio do Sporting ficou lesionado depois de um lance com Diogo Cunha e obrigou JJ a colocar William Carvalho para o inicio do segundo tempo. 

 

Com William a música foi outra

Com William em campo, a música a tocar foi outra, o Sporting foi jogando mais seguro, quer na defesa, quer nos lances ofensivos. Mas também o Famalicão esteve muito bem e nunca deixou de procurar o empate. Aos 55’ Medeiros cabeceia à malha lateral na sequência de um canto, aumentando as esperanças da equipa da casa em colocar a igualdade no marcador. 

Aos 62' Jorge Jesus fez entrar Gelson Martins para o lugar de Alan Ruiz, e voltar a colocar o perigo no ataque leonino. E logo no primeiro lance, Elias esteve perto do golo, mas faltou sorte ao brasileiro para aproveitar o passe de Lazar Markovic. 

Aos 72' Gelson assustou ao tentar o golo de trivela, mas a bola acabou por sair ao lado. A verdade é que apesar da superioridade no controlo do jogo desde a entrada de William e com a segurança no ataque desde a chegada de Gelson, o resultado não mexia e o Famalicão não desistia de procurar o empate. 

Até ao final do encontro, Jorge Jesus ainda fez entrar Joel Campbell para a saída, em dificuldades, de Jefferson, mas a verdade é que até ao final o resultado não mais se alterou. 

O Sporting segue assim em frente nesta Taça de Portugal assumindo assim o compromisso do treinador Jorge Jesus quando disse que o objectivo esta temporada é voltar a vencer a Prova Rainha do Futebol português. Pelo caminho fica o Famalicão, uma equipa que mostrou vontade, capacidade, mas que acabou por ter (l)azar na concretização.