Guimarães x Porto : Vencer no berço para acabar a aproximar

No regresso de Soares e de André André a Guimarães os azuis e brancos foram felizes ao vencerem o Vitória por 2-0. Um golo de Soares no primeiro tempo e outro de Diogo Jota já perto do final chegaram e sobraram para que o FC Porto se voltasse a aproximar do Benfica para a liderança.

Guimarães x Porto : Vencer no berço para acabar a aproximar
| Foto : Site Oficial do FC Porto

Para quem olhar para o resultado do jogo desta noite no Afonso Henriques, parece que tudo foi simples para o FC Porto. Engane-se se pensa assim, a verdade é que apesar da derrota, o Vitória de Guimarães nunca deixou de acreditar que poderia chegar ao empate, empate esse que nunca chegou. Com dois golos em cada uma das metades da partida o FC Porto não acusou pressão e garantiu novamente a aproximação ao Benfica

Surpresa e respeito 

Para o jogo desta noite as surpresas fizeram parte dos dois onzes iniciais. Do lado da equipa da casa Pedro Martins deu oportunidade a Bruno Gaspar no regresso ao lado direito, já  Celis estreiou-se no lugar que habitualmente é de Hernâni. Do lado azul e branco também houveram duas alterações : André André e Herrera substituiram Óliver e Jesús Corona. 

Surpresas à parte, o jogo arrancou logo com intensidade por parte de ambas as equipas, os vimaranenses estavam ligeiramente com mais controlo da partida e quando o Porto começou a crescer, o golo apareceu como que instantaneamente. 

Bom filho a casa torna e em casa.... marca. Aos 36' e depois de um cruzamento de Alex Telles e de um cabeceamento de Herrera, Soares atira para o fundo das redes para alegria de todos os adeptos azuis e brancos, menos o próprio. Por respeito à antiga equipa, o avançado não comemorou o golo, o que no final da partida ainda lhe valeu alguns aplausos. 

Soares com um saldo de 3 golos em 2 jogos | Foto: MaisFutebol
Soares com um saldo de 3 golos em 2 jogos | Foto: MaisFutebol

Até ao intervalo, destaque para o número de tentativas que ambas as equipas desperdiçaram... com Douglas e Casillas atentos, a verdade é que o jogo acabou por ser mais disputado a meio campo. 

Contra a corrente 

Em resumo, a segunda parte foi em tudo semelhante à primeira, com uma grande diferença: a perder por 1-0 desde os 36' , os vimaranenses acreditaram no empate e em muitas vezes não fossem os homens do quarteto defensivo e a atenção de Casillas e as coisas poderiam ter acabado de outra forma. 

Já o FC Porto ia aproveitando as desatenções para assustar , e quem muito ameaça... acaba mesmo por marcar. Já em tempo de descontos, foi a vez de Diogo Jota fazer o segundo dos dragões aproveitando o passe de Alex Telles que atravessou a área vimaranense, a pérola azul e branca aproveitou e atirou entre as pernas de Douglas para voltar a marcar com a camisola azul e branca

Com este resultado os dragões voltam a aproximar-se do Benfica e só esperam uma escorregadela dos encarnados no próximo fim de semana para alcançarem novamente a liderança da Liga.