Varela x Jose Sá: duelo luso no clássico

Pela primeira vez nos últimos 7 anos, o clássico vai ter, em principio, dois guarda redes portugueses na baliza. A ultima vez que isso aconteceu foi em 2010, no dragão, em que Quím era o guardião encarnado e Nuno Espírito Santo o azul e branco, aproveitando a lesão de Helton na altura.

Varela x Jose Sá: duelo luso no clássico
http://www.maisfutebol.iol.pt/fc-porto/benfica/jose-sa-varela-raro-duelo-portugues-nas-balizas-do-classico

Quem diria no início da época que seriam estes dois jogadores os titulares no derradeiro clássico. Ao vermos nomes como Casillas no Porto e Júlio César no Benfica, assumia-se de antemão, que estas duas lendas do futebol iriam assumir as rédeas. No caso do Porto, foi isso que aconteceu, Casillas era a opção numero um, enquanto que José Sá era o suplente. O português estreou-se na taça de Portugal frente ao Lusitano de Évora e tal foi o espanto quando, no jogo a seguir para a Champions, Sá aparecia como titular. Grande foi a polémica em torno deste assunto, levando até Sérgio Conceição a explicar que foi apenas uma opção técnica. A verdade é que Casillas passou a ser o numero dois e José Sá já leva 9 jogos de dragão ao peito, tenho sofrido 7 golos.

Já Varela, recebeu total confiança por parte do Benfica devido à boa época que tinha feito em Setúbal e, aliado a uma lesão de Júlio César, o português agarrou a titularidade. Só após o jogo frente ao Boavista, onde cometeu um erro crasso, deixou a baliza, dando o seu lugar ao Imperador, já recuperado de lesão. Mas as lesões nunca deixaram o guardião brasileiro em paz e foi Mile Svilar a agarrar o lugar que foi dele até ao regresso de Varela na Taça de Portugal. Uma gripe do belga e a forma física de Júlio levaram a que Varela fosse titular em Moscovo e logo em seguida frente ao Vitoria de Setúbal, tudo indicando portanto que será o titular frente ao Futebol Clube do Porto. Apesar das trocas na baliza, Varela leva 11 jogos no total e 10 golos sofridos.

No frente a frente estes jogadores são diferentes. Varela é um guarda redes forte entre os postes, mas muito pouco móvel na zona da pequena área e marca de grande penalidade, não se aventurando em saídas repentinas e antecipações de bola. José Sá é um jogador mais ágil, consegue ir buscar às vezes até as bolas mais impossíveis e não tem medo de sair em antecipação ao lance.

Resta saber amanhã quem irá ganhar o duelo entre os postes.