0-1, MAICON, MIN. 6 1-1, EDIMAR, MIN. 22 1-2, JACKSON, MIN. 51 1-3, DANILO, MIN. 82
Bom quanto baste

Bom quanto baste

Depois do jogo do Sporting e da vitória sofrida do Benfica frente ao Olhanense o Futebol Clube do Porto tinha a obrigação de vencer em Vila do Conde. Com o regresso de Maicon ao onze inicial a equipa de Paulo Fonseca voltou a vencer, mas faltou brilho no jogo. (Foto: Lusa)

mariana-cordeiro-ferreira
Mariana Cordeiro Ferreira
Rio Ave ÉDERSON; LIONN, MARCELO, RODRÍGUEZ E EDIMAR; LUÍS GUSTAVO, DIEGO LOPES (HASSAN. MIN. 87), WAKASO; UKRA (RENATO SANTOS, MIN. 87), TIAGO PINTO E BRAGA (JOEANO, MIN. 72)
FC PortoHELTON; DANILO, MAICON, OTAMENDI E ALEX SANDRO; FERNANDO, LUCHO (HERRERA, MIN. 75)E CARLOS EDUARDO; LICÁ (KELVIN, MIN. 73), VARELA E JACKSON (GHILAS, MIN. 90)
ÁRBITROBRUNO ESTEVES ADMOESTADOS: DANILO, MIN. 63 MARCELO, MIN. 81 ALEX SANDRO, MIN. 90
INCIDENCIASLIGA ZON SAGRES, 13ª JORNADA, ESTÁDIO DOS ARCOS, RIO AVE X F.C PORTO.

A pressão estava agora do lado de Paulo Fonseca, depois da vitória de Sporting e Benfica, o Porto tinha mesmo de garantir uma vitória para não perder o rumo ao campeonato. No começo da partida, a surpresa foi para o regresso de Maicon no onze inicial. O treinador do Porto decidiu apostar no brasileiro e ao que pareceu, muito bem. Um jogo sem nada de muito brilhante para a equipa treinada por Paulo Fonseca que, com este resultado se mantém candidato ao título estando a dois pontos de Sporting e em igualdade pontual com o Benfica. Destaque para a exibição dinâmica de Carlos Eduardo, que deu outra vida ao meio-campo azul e branco, fazendo com que Fernando permanecesse sozinho, enquanto que a dupla Lucho e Carlos Eduardo se abeirava no ataque.

Um golo cedo e um empate certo

Maicon foi o autor do primeiro golo do FC Porto, aos seis minutos de jogo (Foto: AFP)

A aposta de Paulo Fonseca pareceu surtir efeito. Aos seis minutos e após um  livre de Carlos Eduardo, Maicon aparece atrás dos defesas do Rio Ave e de cabeça acaba por inaugurar o marcador para a equipa azul e branca.

Depois do golo, a equipa azul e branca pareceu ficar mais descansada e esse descanso foi aproveitado por Edimar. Ao minuto 21 e depois de algumas tentativas, o médio apareceu sozinho e depois de ter passado por Maicon e de ter ficado de frente para Helton, limitou-se a rematar, sem qualquer hipótese para o guarda-redes.

Ainda no primeiro tempo, Maicon esteve muito perto de fazer o segundo. Depois de um canto do lado esquerdo, o defesa do Porto volta a aparecer e cabeceia novamente para a baliza. Valeu a defesa de Tiago Pinto á entrada da baliza.

Depois destas oportunidades, o Porto acordou e voltou a pressionar a equipa de Vila do Conde. Ao minuto 35 foi a vez de Jackson aparecer pela direita e tenta cruzar para a cabeça de Lucho, mas a perspicácia de Éderson evitou o golo do capitão do Futebol Clube do Porto.

A 5 minutos do fim do primeiro tempo. Braga consegue passar por Maicon e Alex Sandro e fica cara-a-cara com Helton. Numa jogada em que o golo era praticamente certo, Helton fica para a fotografia defendendo de um ângulo muito complicado.

Não foi bom, mas bastou

O Rio Ave entrou melhor na segunda parte, mas assim que o Porto chegou à grande área de Éderson, fez mesmo o golo. Depois de uma finta e de um grande cruzamento de Varela, Jackson Martinez cabeceou e a bola foi direitinha para o fundo da baliza.

Herrera (à esquerda) entrou ao segundo tempo para melhorar o ritmo de jogo (Foto: MaisFutebol)

Paulo Fonseca viu o ritmo dos seus jogadores baixar e quando o jogo parecia já feito e já acabado, o técnico azul e branco chamou Herrera para o lugar de Licá. Com esta mudança o Porto voltou a pressionar o Rio Ave e ao minuto 82 foi Danilo fez o resultado final. Na recarga de um livre, marcado por Carlos Eduardo, o defesa dieito apareceu e, com um remate bem colocado, acabou por ditar a vitória final por 3-1. 

A equipa de Paulo Fonseca saiu com 3 pontos de Vila do Conde, mas não manteve o bom futebol a que habituou os seus adeptos. Muitas foram as falhas e apesar da vitória o Porto terá agora de começar a ter cuidado com contra-ataques.

VAVEL Logo