Porto enfrenta Arouca na estreia de Luís Castro
FC Porto Arouca | 19:15

Nesta 22ª jornada do campeonato, o Porto está indiscutivelmente obrigado a vencer o Arouca, por forma a evitar a perseguição do Estoril, que ameaça chegar ao 3º lugar. Com o 2º lugar ainda no horizonte, nesta partida que antecede a viagem a Alvalade, quando o FC Porto iniciar o seu jogo, já saberá qual o resultado dos encontros de Sporting e Benfica, que defrontam, respectivamente, Setúbal e Estoril, daí o carácter decisivo desta partida frente aos arouquenses. O FC Porto já poderá contar, sem limitações, com o colombiano Jackson Martínez, num dragão que se encontra na 3ª posição do campeonato, com 43 pontos. O Arouca encontra-se desesperado por pontos e desloca-se até à cidade invicta, com o intuito de alcançar, no mínimo, 1 ponto e, para tal, Pedro Emanuel conta com o destaque das últimas jornadas, Ceballos, que depois de ter saído condicionado, na partida frente à Académica, está presente na convocatória. Para fugir aos lugares de despromoção, pontuar é essencial, para um Arouca que se encontra no 13º posto da Liga, com 19 pontos, 3 acima dos últimos Olhanense, Belenenses e Paços.

Na 1ª volta brilhou o colombiano do costume

A contar para a 7ª jornada da Liga Zon Sagres, o Porto deslocou-se até Arouca e, numa partida sem grandes problemas para os azuis e brancos, bateu os comandados de Pedro Emanuel por 1-3. Nesta partida, o destaque vai inteiramente para Jackson Martínez, que bisou no encontro e colocou os dragões a vencer por 0-2. Ao minuto 90, Pintassilgo ainda assustou os campeões nacionais, ao reduzir para 1-2 mas, já em período de compensação, o desaparecido Quintero deu de novo tranquilidade à equipa e estabeleceu o resultado final em 1-3 para o Porto.

Mangala regressa à defesa, com Jackson pronto a atacar

Para a 1ª partida de Luís Castro ao comando do dragão, o técnico não deverá alterar o ADN da equipa, mantendo o habitual sistema táctico de 4x3x3, alterando apenas a questão do duplo pivot do meio campo. Para esta recepção ao Arouca, Mangala e Jackson estão integrados e serão opção para este encontro da 22ª jornada.

Nas redes azuis e brancas, o experiente Helton será titular e, com mais dois golos sofridos que em toda a época passada, terá a companhia de Danilo, Maicon, Mangala e Alex Sandro, para evitar as investidas arouquenses. Ainda no sector mais recuado, dos agora comandados de Luís Castro, relevo para a inclusão de Reyes na convocatória, jogador que custou 9 milhões de euros aos cofres dos dragões e que o novo treinador inclui nos eleitos para este jogo.

No miolo, esperam-se alterações, pese embora se mantenha o 4x3x3. Fernando deverá cobrir todo o meio campo defensivo da equipa e, assim, equilibrar os sectores, deixando Herrera a número 8, a apoiar o médio ofensivo, que deverá ser Carlos Eduardo. Contudo, o técnico poderá surpreender e a inclusão de Quintero poderá ser o trunfo do treinador, que já se mostrou fã das qualidades técnicas e do potencial que o jovem jogador poderá oferecer ao meio campo atacante. Na frente, o treinador conta com os lusos Quaresma e Varela, pelas alas e a habitual envolvência de Danilo e Alex Sandro, com triangulações e diagonais, serão a principal arma para desbloquear um Arouca, que se prevê fechado e defensivo. Para concretizar as chances de golo, o suspeito do costume,Jackson Martínez, que procura o 15º tento na Liga Zon Sagres.

Arouca com bloco baixo para ganhar pontos no Dragão

O Arouca conta, nesta partida, com os extremos André Claro e Ceballos, para atacar o dragão e, com uma postura cautelosa e bloco médio baixo, evidencia ainda mais a acutilância ofensiva dos alas, para aproveitar as subidas constantes dos laterais do Porto, por forma a servir, criteriosamente, o ponta-de-lança Roberto, que é o melhor marcador da equipa, com 4 golos na prova. O médio português David Simão será o motor do meio campo e, com esta que é a 1ª deslocação dos arouquenses ao Dragão, na sua história, a surpresa do ex-portista, Pedro Emanuel, poderá ser uma realidade. Os arouquenses contarão ainda com a inteligência de Bruno Amaro para liderar o meio-campo forasteiro.

Luís Castro confiante na estreia e Pedro Emanuel ambicioso

Para o estreante Luís Castro, os 3 pontos são essenciais e, como tal, para o treinador: «Todas as equipas têm sempre a esperança de pontuar em todos os jogos, e o Arouca vem aqui com essa esperança, mas nós estamos muito determinados e voltados para nós, para o que temos de fazer. Vamos ter pensamento na baliza do adversário. A equipa necessita do conforto dos adeptos. Sabemos que é uma parceria ótima para voltar às vitórias: os adeptos têm sido fundamentais para as vitórias. Espero adeptos emocionalmente ligados à equipa, a empurrar-nos para a vitória. Temos de ser menos emocionais e mais racionais: o jogo não se ganha só com o coração.»

Luis Castro é o novo timoneiro azul e branco (Foto: Pedro Correia | Global Imagens)

No regresso a uma casa que bem conhece, Pedro Emanuel não esconde a intenção de pontuar no Dragão e, como o mesmo refere: «Temos de ter a atitude certa para aquilo que é a nossa forma de estar e de jogar, independentemente do adversário ser um adversário forte, que teve alterações na sua estrutura técnica na última semana, mas isso para nós diz-nos pouco. Temos a noção que o FC Porto vai querer entrar muito forte, por tudo aquilo que se tem passado. Temos de aguentar com isso se queremos alimentar alguma coisa mais durante o jogo e sabemos que vamos ter também as nossas oportunidades para chegar à baliza do adversário e poder criar perigo e desconforto.»

Onzes prováveis

VAVEL Logo