Arouca mais perto de garantir a manutenção

A jornada 25 parece ter dado uma machadada final na disposição dos três primeiros lugar: o Benfica venceu em Braga (0-1) e permaneceu líder, o Sporting recebeu (e venceu por 1-0) o Vitória Sport Clube e manteve o seu segundo posto intacto, enquanto o Porto tropeçou na Choupana (2-1) e foi empurrado para baixo por um Nacional furtivo e combativo. Com os mesmos 7 pontos de avanço, os encarnados aumentaram significativamente as possibilidades de serem campeões, enquanto os «leões» ganharam terreno para o Porto: a vantagem dista agora 8 pontos, com os «dragões» a verem «Champions» por um canudo. Do lugar ocupado até ao primeiro classificado, 15 pontos de inifinidade, uma margem que os portistas há muito não estavam habituados.

Arouca venceu e respira melhor

No dia 30, o Arouca recebeu o Vitória, de José Couceiro, e logrou obter os três pontos, na sequência de um tento assinado pela contratação de Inverno, Lassad.  O golo apenas surgiu aos 73 minutos, matando grandes hipóteses de uma reacção afirmativa do Vitória de Setúbal. Os arouquenses beneficiaram da expulsão prematura de Coronas, ao minuto 24, acabando por materializar a superioridade numérica num golo que impulsiona a equipa dePedro Emanuel para o décimo terceiro lugar, com 25 pontos. 

Paços treme mas mantém a esperança

O Belenenses recebeu a equipa de Jorge Costa, tendo empatado a uma bola. O resultado de 1-1 refreou a fuga de ambos os clubes à despromoção. Apesar disso, o placard final acabou por beneficiar a equipa do Paços de Ferreira, que assim soma 23 pontos e segura o ténue décimo quarto lugar da liga, com 5 pontos de vantagem sobre os dois lanternas vermelhas, o Belenenses e o Olhanense, ambos com 18 pontos. Bebé colocou os «castores» na frente do marcador, aos 53 minutos - golaço de livre directo. Tiago Caeiro anulou a vantagem pacense, por intermédio de Tiago Caeiro, que tinha entrado há 15 minutos na partida. Rojas e Geraldes construiram o tento que o português concretizou.

Académica trepa e mira a Europa

A Académica, treinada por Sérgio Conceição, voltou às vitórias: recebeu e bateu o débil Olhanense, por 2-1, somando mais três pontos na sua ascenção até aos lugares europeus. Os «estudantes» estão já na sétima posição, com 32 pontos, os mesmos que o sexto classificado, o SC Braga. Marcos Paulo foi o primeiro (34 minutos) a dar corda ao marcador, através de uma grande penalidade, mas Paulo Sérgio recolocou o Olhanense na disputa pelos três pontos, à passagem do minuto 55. A vitória dos estudantes de Coimbra chegou pelo pé, de novo, de Marcos Paulo, na transformação de outra grande penalidade. Os de Olhão permanecem no fundo do poço desta Liga Zon Sagres.

Rio Ave trava Estoril 

O favorito Estoril, que jogava em casa, recebia o Rio Ave e almejava somar 46 pontos, contemplando a hipótese de ficar a apenas 3 pontos de distância do FC Porto, terceiro classificado. A eloquente caminhada da equipa treinada por Marco Silva foi travada pelos vilancondenses: 0-1 , fruto de um golo do ponta-de-lança Hassan, a quinze minutos do fim. Os «canarinhos» tiveram a oportunidade de empatar o jogo, volvidos apenas três minutos, mas, João Pedro Galvão encarregou-se de desperdiçar a ocasião de ouro. O Rio Ave soma agora 31 pontos, os mesmos que Vitória de Guimarães e Marítimo.

Empate entre gilistas e madeirenses

Em Barcelos, foi o Marítimo a primeira equipa a mexer no marcador: Derley aumentou a sua conta pessoal, concretizando da melhor forma um castigo máximo à passagem do minuto 17. A expulsão do central Márcio Rozário, aos 53 minutos, extenuou o Marítimo, colocando o Gil Vicente no controlo da partida. Hugo Vieira falhou uma grande penalidade, mas Diogo Viana acabou mesmo por igualar as forças, com um tento aos 58 minutos. O Marítimo segue na décima posição, com mais 4 pontos que o Gil, que se fixa na décima segunda posição.

Jackson lidera e Derley iguala Montero

O avançado portista segue na liderança dos melhores artilheiros da Liga, com 16 golos. O colombiano marcou na derrota (2-1) do Porto na Choupana, tendo, inclusivamente, visto um golo legítimo anulado pelo juiz da partida. Montero, atacante colombiano do Sporting, prossegue na sua seca de golos, tendo sido igualado pelo goleador madeirense Derley, que, com o golo do fim-de-semana passado leva já 13 tentos por si rubricados. Lima está na quarta posição, com 12 golos: o brasileiro de 30 anos voltou a decidir uma partida (0-1 diante da sua antiga equipa, o Braga), carimbando a vitória na Pedreira. 

 

VAVEL Logo