Comemorar a História com a descida a bater à porta
Primeira formação de Olhão a empatar em Alvalade (Foto: Olhanense.net)

Comemorar a História com a descida a bater à porta

O Olhanense, histórico clube português, comemora hoje 102 anos de vida, num jantar repleto de figuras do clube, na cidade de Olhão. A celebração do longo percurso algarvio no panorama do futebol nacional contrasta com a grave luta do clube contra a despromoção.

vavel
VAVEL

O histórico Olhanense comemora 102 anos de vida: o clube algarvio nasceu em 1912, despertando a zona do país para um inaudito fervor futebolístico nunca antes vivido no sul de Portugal. Campeão em 1924 (antes da formação dos campeonatos nacionais da I e II Liga), a turma de Olhão elevou a fasquia e granjeou de um estatuto de equipa temível. Vencedor da II Liga na época de 1935/1936, o clube apenas subiu ao escalão principal na temporada de 1940/1941, período em que voltou a sagrar-se campeão da liga secundária. Poucos anos depois, em 1945/1946, o Olhanense atinge a melhor classificação da sua história, um 4º lugar na liga principal, record pessoal nunca mais quebrado.

Setenta anos depois dessa última glória, o clube vive momentos conturbados, quer a nível administrativo quer a nível desportivo: incertezas na estrutura directiva e um péssimo campeonato dentro das quatro linhas têm deixado a formação de Olhão perto de descer à Segunda Liga. O clube situa-se na última posição da tabela classificativa, com parcos 21 pontos, sendo o segundo pior ataque da Liga e a segunda pior defesa de entre todos os competidores. A duas jornadas do desfecho da Liga Zon Sagres, a equipa orientada por Galderisi tem um épico desafio no horizonte: tentar contrariar a antevisão de um destino fatídico, estando para isso obrigado a resgatar pontos nos dois últimos encontros, frente a FC Porto e Vitória de Setúbal. 

As comemorações dos 102 anos de vida do clube começaram no dia 12 de Abril, com o hastear da bandeira no estádio José Arcanjo, e só terminarão amanhã, dia 27. Por entre romagens, jogos comemorativos e uma missa pela alma de dirigentes e sócios falecidos, os adeptos do clube tiveram hipótese de celebrar a longa vida do lendário Olhanense, clube que já venceu tanto a 2ª como a 3ª Divisão do futebol luso.

Na primeira liga portuguesa desde 2008/2009, altura em que foi campeão da da segunda divisão, o clube, presidido por José Isidoro, enfrenta agora um tremendo desafio: o de se manter na Liga Zon Sagres. As comemorações não deixarão certamente de, ao jantar desta noite, saberem ao travo agridoce do choque de sentimentos - felicidade pela longa vida do clube, receio pela possibilidade de descida, que bate à porta descaradamente.

VAVEL Logo