Vettel fica na Red Bull por Newey
Vettel no pódio pela primeira vez esta época (Foto: XPB Images).

No final do GP do Canadá, Christian Horner, o director técnico executivo da Red Bull, afirmava que Adrian Newey, o responsável pelos monolugares campeões do Mundo da modalidade, continuaria na equipa. A continuação do homem forte do design da equipa parece ser o pormenor que Sebastian Vettel necessitava para também ele continuar dentro da estrutura. 

Contrato até 2015

O campeão do Mundo em título tem tido um início de temporada para esquecer, com problemas de fiabilidade no RB10 e com várias pessoas a afirmarem que as suas vitórias só ficaram a dever-se ao excelente trabalho de Newey. Vettel tem sido constantemente batido pelos seu colega de equipa, Daniel Ricciardo, facto que não tinha acontecido com Mark Webber. 

O contrato de Vettel acaba em 2015 e, segundo alguns rumores, o alemão poderia rumar para a Ferrari, já que Fernando Alonso e Kimi Räikkönen não parecem estar contentes em Maranello. Aliás a Scuderia esteve bastante interessada na contratação de Newey, tendo a Red Bull blindado o génio inglês, por um milionário novo contrato. Parece que os italianos estão bastante interessados em ter nas suas fileiras o piloto alemão e que irão fazer de tudo para o contratar.

«Não tenho dúvidas de que ficará na equipa durante muitos anos», afirma Horner

Para o Director da Red Bull, o piloto tetracampeão do Mundo manter-se-á durante muitos anos na estrutura austríaca. Pelos movimentos que têm vindo a surgir, a cadeia de comando da equipa está a blindar todas as suas mais-valias. Com a renovação de contrato a Ricciardo (o piloto revelação da temporada) após a boa prestação do australiano no Canadá, e com a continuação de Newey, que tantos sucessos deu aos Bulls, a extensão de contrato a Vettel parece ser mais um passo do plano organizado pela equipa para manter o seu estatuto no mundo muito competitivo que é a F1.

Certezas só as teremos quando o germânico vier a terreiro e afirmar que fica, porque o que é verdade na F1 hoje, amanhã pode muito bem ser mentira.

VAVEL Logo