Por que Hamilton já não vence?
Próxima corrida será em "casa" de Hamilton (foto: foxsportsasia.com)

Por que Hamilton já não vence?

O piloto britânico da Mercedes venceu quatro dos oito Grande Prémios disputados, mas o alarme soou nos Silver Arrows, depois das últimas provas.

pedro-mendes
Pedro Mendes

Lewis Hamilton é um dos pilotos actuais mais adorado pelos fãs e será certamente um dos mais brilhantes que já passou pelo Grande Circo. Esta época, mais motivado pelos bons indicios que o W05 mostrou nos testes de pré-época, começou com uma desistência em Melbourne, Austrália (ele e  muitos outros pilotos, como por exemplo, Sebastien Vettel), seguida de 4 vitórias consecutivas, deixando a concorrência, Rosberg incluído, em suspenso para ver o que o Campeão do Mundo de 2009 faria nas restantes provas.

Ascenção de Rosberg

Hamilton, segundo alguns cronistas, já deu mostras de se deixar abater muito em termos psicológicos. A verdade é que, desde o G.P. do Mónaco, o inglês de 29 anos, não tem conseguido bater o seu principal rival deste ano: Nico Rosberg

Na segunda vitória consecutiva de Rosberg nas ruas do principado monegasco, Hamilton fez uma corrida de nervos, tentando a todo o custo chegar à traseira do monolugar do seu colega de equipa, não o conseguindo e tendo ficado, no final da prova, pressionado por Ricciardo, a "surpresa" do ano. Os jornalistas quase em uníssono vieram a terreiro afirmar que Hamilton estava psicológicamente abatido. Ele que tinha batalhado ferozmente com Rosberg pela vitória no Bahrain e que tinha conseguido dar mostras da sua excelente forma.

Desde a prova citadina do Mónaco, onde os pilotos gostam de ganhar e onde se diz que é lá onde se veêm os bons pilotos, que Hamilton não se aproximou do lugar mais alto do pódio. No Canadá teve de desistir com problemas técnicos no seu monolugar, enquanto Rosberg, acabava a prova, também com problemas no Mercedes, mas vendia a derrota cara a Ricciardo, conseguindo arrancar um belissímo segundo lugar.

Hegemonia da Mercedes posta em causa

Se para Hamilton o G.P. do Mónaco não correu bem, para a equipa Mercedes, foi a primeira vez que viram os seus adversários directos, neste caso a Red Bull, a conseguir chegar perto de um dos seus monolugares. O Canadá ainda foi pior! Dois monolugares com os mesmos problemas (travões), obrigando um deles a desistir e pela primeira vez não vencerem um G.P., foi pelo que passou a equipa de Brackley. No regresso à Europa, na “casa” da Red Bull, a equipa passou novamente por um grande susto, ao ver os dois Williams a fazerem melhor que os seus carros na qualificação. Massa na pole, seguido de Bottas e só depois Rosberg. Pelo menos a corrida correu melhor e conseguiram a “dobradinha” no pódio, com Rosberg em primeiro e Hamilton, novamente, atrás do alemão.

Niki Lauda, presidente não-executivo da Mercedes, esta semana em declarações à Autosport inglesa, disse «a campainha de alarme soou porque a concorrência está mais próxima.» Será mesmo? Pelo menos a equipa ficou de sobressalto.

Murray Walker: «Hamilton não é mais inteligente que Rosberg»

A lenda viva inglesa dos comentários de F1, Murray Walker, disse há uns dias ao Daily Mail, que «vai ser muito difícil para Hamilton vencer o campeonato, porque Rosberg é um piloto estratégico. Hamilton é mais rápido mas não acho que seja mais inteligente que Rosberg.» 

Walker pensa o mesmo que muitos outros jornalistas, que Hamilton é mais fraco emocionalmente: «Hamilton quer ser Campeão do Mundo, e Rosberg também, mas não acho que seja injusto dizer que Hamilton é muito mais emotivo e isso afecta a sua condução. Quanto mais é batido por Rosberg, mais isso o pode, de forma hipotética, magoar emocionalmente e isso traz mais pressão».

Será Hamilton mais «emocional» e Rosberg mais «inteligente»? Hamilton venceu o Campeonato de Mundo de 2009 sobre enorme pressão de Massa. Veremos se em “casa”, em Silverstone, Hamilton responde ao seu colega de equipa.

VAVEL Logo
CHAT