António Félix da Costa vai correr na Formula E
Para além da DTM, a partir de setembro o piloto português correrá pela Amlin Aguri, na nova Formula E (foto: Amlin Aguri)

António Félix da Costa vai correr na Formula E

O piloto português foi confirmado esta tarde que será piloto da Amlin Aguri, da Formula E, a nova competição de carros elétricos promovida pela FIA.

Speeder76
Paulo Alexandre Teixeira

A partir de setembro, António Félix da Costa será piloto da Formula E, a nova competição da FIA destinada aos carros elétricos, promovida e dirigida pelo espanhol Alejandro Agag. A equipa escolhida será a Amlin Aguri, a estrutura construida por Aguri Suzuki e que esteve na Formula 1 entre 2006 e 2008, e terá como companheira de equipa a inglesa Katherine Legge.

Félix da Costa radiante com Formula E

«Estou muito contente pela oportunidade de disputar a FIA Formula E nesta temporada inaugural e representar Portugal ao mais alto nível num campeonato que vai marcar o virar de uma importante página no automobilismo Mundial.» começou por dizer o piloto de Cascais na sua página oficial do Facebook. «Sem dúvida alguma estamos a dar um passo enorme em termos de inovação e tecnologia e é um grande orgulho para mim ter sido escolhido pela Amlin Aguri Formula E Team , uma equipa com grande historial que está a apostar muito na Fórmula E. Aqui a tecnologia será fundamental, a Amlin tem essa experiência na analise de dados e vamos utilizar esse know-how para produzir estratégias que me vão ajudar em pista. Estou ansioso por dar ínicio a este novo desafio com a minha nova equipa neste novo campeonato, o campeonato do futuro!» concluiu.

Félix da Costa irá participar nos testes coletivos da competição, que acontecerão a partir de amanhã no circuito de Donington Park, e já afirmou que apesar de tudo, continuará a competir no DTM, dado que a competição somente arrancará em setembro, na China.

O percurso do piloto

Nascido a 31 de agosto de 1991, em Cascais, a sua participação nos monolugares começou em 2008, na Formula Renault 2.0, onde venceu o campeonato norte-europeu em 2009. Em 2010, passou para a Formula 3 Euroseries, vencendo três corridas e terminando no sétimo posto final, onde têm um primeiro contato com a Formula 1 com a Force India, onde faz tempos impressionantes.

Em 2010 passa também pela GP3, competição onde anda em 2011, pela Status, onde vence uma corrida em Monza, e em 2012, corre na Carlin, acabando a temporada com três vitórias e mais três pódios, acabando no terceiro lugar da geral. É também em 2012 que começa a sua associação com a Red Bull, que o coloca na World Series by Renault, onde termina no quarto lugar do campeonato, conseguindo quatro vitórias nas últimas cinco corridas dessa temporada. Ainda no final de 2012, venceu o GP de Macau de Formula 3, escrevendo o seu nome ao lado de lendas como Ayrton Senna e Michael Schumacher.

Em 2013, continua na mesma competição, terminando o ano no terceiro lugar, atrás do belga Stoffel Vandoorne e de Kevin Magnussen. Apesar de tudo, existiam esperanças de que ele iria para a Formula 1, mais concretamente para a Toro Rosso, no lugar do australiano Daniel Ricciardo. Contudo, e de forma inesperada, a Red Bull decide dar o lugar ao russo Daniil Kvyat, e entrega ao piloto português a possibilidade de correr no DTM, ao serviço da BMW, onde está a correr nesta temporada de 2014.

VAVEL Logo
CHAT