Guerra aberta entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg
Os pilotos da Mercedes em Silverstone (Fonte: Sky Sports F1).

Guerra aberta entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg

Lewis Hamilton pressiona o rival companheiro de equipa, Nico Rosberg, relativamente à sua corrida "em casa", dizendo que este não é realmente alemão.

eliapaulo
Élia Paulo

Lewis Hamilton e Nico Rosberg dizem-se amigos desde tenra idade, mas ultimamente, a relação entre os dois pilotos tem sido tudo menos pacífica. A tensão entre ambos fez-se notar com mais evidência durante o grande prémio do Mónaco, em que uma saída de pista do piloto alemão, Nico Rosberg,  que se encontrava na 1ª posição, no final qualificação, resultou na bandeira amarela e fez desencadear declarações menos agradáveis por parte do piloto britânico, Lewis Hamilton. Tudo parecia mais calmo e indicava que os pilotos teriam ultrapassado essa situação, após ambos terem valorizado a sua longa amizade em declarações públicas e redes sociais.

«Para ser sincero, o Nico nunca esteve efectivamente na Alemanha.», Hamilton

Fotografia publicada por Lewis Hamilton na sua página de facebook após as suas declarações no grande prémio do Mónaco.
Fotografia publicada por Lewis Hamilton na sua página de facebook após o Grande Prémio do Mónaco.

Quando nada o fazia prever, recentes declarações do piloto Lewis Hamilton prometem abalar novamente a relação dos dois pilotos. A vitória “em casa” de Lewis Hamilton em Silverstone, marcada pela retirada de Nico Rosberg, quando este se encontrava na primeira posição, colocou o piloto britânico de novo na corrida pelo título. É certo que a moral de Lewis Hamilton está de novo restabelecida, após o erro cometido no sábado que lhe retirou a pole position. Como tal, Lewis Hamilton resolveu aumentar  a pressão sobre o seu principal rival, a menos de duas semanas do grande prémio da Alemanha (Hockenheim), país de Nico Rosberg, alegando que este não é realmente alemão. 

Declarações polémicas de Lewis Hamilton

Fonte: The Guardian


Em conferência de imprensa, Lewis Hamilton já tinha provocado o companheiro de equipa afirmando: «Eu sei que o próximo grande prémio é “em casa” do Nico, mas ele não tem o apoio de sequer um oitavo da quantidade de britânicos que nos apoiam aqui, em Silverstone. Os fãs aqui são diferentes, relativamente aos restantes lugares, então, não estou preocupado nesse sentido.» O campeão do mundo de 2008, em entrevista ao jornal The Guardian, afirmou que a família e os fãs foram a chave para a sua mudança de desempenho, da qualificação para a corrida. Contudo, nessa mesma entrevista,  o comentário mais marcante do piloto da Mercedes foi: «Para ser sincero, o Nico nunca esteve efectivamente na Alemanha, logo, esta não é realmente a sua corrida “em casa”. Lembro-me que nos nossos tempos de karting, durante as corridas, ele nunca esteve junto a uma bandeira da Alemanha. Ele é sem dúvida alemão, mas é alemão, finlandês, monegasco, ou o que quer que seja. Como tal, ele tem sempre muito apoio no Mónaco e na Alemanha. Contudo, é sempre bom vencer pilotos na “sua casa”, portanto, seria ótimo vencer na Alemanha.»

Estas declarações de Lewis Hamilton já foram consideradas pressão psicológica para com o companheiro de equipa que, para todos os efeitos, tem nacionalidade alemã. Nico Rosberg, de 29 anos, sempre viveu no Mónaco, mas  nasceu em 1982, na cidade alemã de Wiesbaden e é filho de mãe alemã e pai finlandês. Atualmente, a diferença entre os dois pilotos da Mercedes no campeonato é de apenas quatro pontos. O que é certo, é que a distância de vinte e nove pontos entre os dois pilotos já era, e que, o erro da qualificação de Lewis Hamilton que o dava como psicologicamente afetado, foi ultrapassado com uma vitória, trazendo ao piloto britânico mais confiança e calma para a próxima corrida.

VAVEL Logo
CHAT