Gallopin veste a amarela e Tiago Machado sobe ao terceiro lugar do Tour
Surpreendente terceiro lugar para Tiago Machado (Foto: LusoAmericano.com)

O dia de hoje foi pródigo em mudanças no Tour de France, devido às fugas propiciadas pelas dificuldades do percurso entre Gérardmer e Mulhouse. Na nona etapa da prova, as subidas íngremes foram fazendo mossa, ao passo que a fuga do dia, bem sucedida, implicou alterações profundas na classificação geral: Tony Gallopin, da Lotto-Belisol, acabou por roubar a amarela a Vicenzo Nibali, terminando, por agora, com o reinado do italiano da Astana, que durava há sete dias. O francês levou a fuga a bom porto, no dia em que o alemão Tony Martin, da Omega Pharma-Quick Step, ergueu os braços ao passar a meta em primeiro, com um tempo de 4h'09'34 segundos.

Os portugueses Tiago Machado (NetApp-Endura) e Sérgio Paulinho (Tinkoff-Saxo) também integraram o grupo de fugitivos que chegou a dois minutos e quarenta e cinco segundos após Martin, o que levou a mudanças significativas na classificação: Gallopin veste agora de amarelo e o ciclista da NetApp sobe surpreendentemente ao terceiro lugar da geral, a dois minutos e quarenta segundos do líder, que guarda um minuto e trinta e quatro segundos para Nibali. Alberto Contador, da Tinkoff-Saxo, mostrou estar apto para discutir o Tour, obrigando Nibali a esforços adicionais no fim da jornada.

O português Rui Costa, da Lampre-Merida, voltou a dar boa conta de si mas não evitou a queda para a décima primeira posição da geral individual, a quatro minutos e vinte seis segundos da liderança. O dia voltou a ser marcado por algumas quedas (note-se que Chris Froome abandonou depois de cair por três vezes), com Andrew Talansky (Garmin-Sharp) a não escapar ao infortúnio, perdendo tempo precioso na tabela classificativa. 

 

VAVEL Logo