0-.1, min 40, Jackson Martínez
FC Porto vence mas não convence
Jogo dividido caiu para o lado portista (Foto: Lusa)

FC Porto vence mas não convence

O Porto de Lopetegui voltou a vencer (1-0) mas o Paços dominou a segunda parte e com outra capacidade finalizadora poderia mesmo ter conseguido outro resultado

joaopita
João Pita

O FC Porto foi à Mata Real vencer a equipa do Paços de Ferreira por 1-0 com um golo solitário do suspeito do costume, Jackson Martínez. Depois de terem ganho por 2-0 frente ao Marítimo na primeira jornada os dragões somam agora 6 pontos e o goleador colombiano marcou o seu segundo golo no campeonato. Os comandados de Paulo Fonseca somam nova derrota depois de terem sido derrotados por 2-0 no Estádio da Luz.

Num jogo que marcou o reencontro de Paulo Fonseca com os dragões, a equipa do Paços entrou algo timida e entregou a primeira parte quase toda aos azuis e brancos que não se fizeram rogados e chegaram mesmo à vantagem, perto do intervalo, quando no seguimento de um pontapé de canto Martins Indi descobriu Quintero desmarcado na direita que cruzou na perfeição para Jackson abrir o activo.

A primeira parte da partida foi mesmo de total domínio dos dragões, que circularam bem a bola e não deram espaço ao Paços para se projetar no ataque em transição rápida mas que também não criaram muito perigo junto da baliza de Defendi, excepção feita a um golo anulado a Jackson e ao golo do Colombiano aos 40 minutos de jogo. Destaque para a saída por lesão de Tello no primeiro quarto de hora da partida, rendido por Quintero.

O jovem Colombiano entrou bem na partida e foi dos seus pés que nasceu o golo que deu os 3 pontos aos visitantes. Também Rúben Neves voltou a rubricar uma exibição interessante no meio campo, jogando numa posição mais adiantada, com Casemiro na posição "6", deixada vaga por Fernando.

Na segunda metade os castores entraram mais agressivos e ameaçaram a baliza de Fabiano, tendo beneficiado de 3 boas oportunidades para empatar a partida, por intermédio de Cícero, Minhoca e Hélder Lopes. Na equipa do Paços destaque para o bom posicionamento defensivo e critério a sair para o ataque, com Seri e Sérgio Oliveira em grande destaque no meio campo mas sem homens suficientemente imaginativos na frente para conseguir chegar ao golo.

Adrián ainda à procura do seu espaço

Adrián Lopez ainda não conquistou o seu espaço no onze azul e branco e rubricou hoje uma exibição pobre, exagerando dos lances individuais e prejudicando a circulação de bola do ataque do FC Porto. Habituado a jogar nas alas ou atrás do ponta de lança, o avançado Espanhol jogou hoje pela esquerda mas não esteve ao seu nível habitual e decidindo mal muitos lances.

Sérgio Oliveira e Seri em alta rotação

Em destaque na equipa pacense esteve o duo de meio campo composto por Sérgio Oliveira e Seri, curiosamente dois centrocampistas ex-Porto. Sempre em alta rotação, com muita intensidade, presença física e critério na saída de bola o Paços demonstrou ter argumentos para, depois de dois jogos frente a dois candidatos ao título, acelerar para um campeonato tranquilo e dar uma resposta positiva já na próxima jornada em Penafiel.

VAVEL Logo