FP2 do GP de Singapura: Hamilton ganha, Maldonado baralha

FP2 do GP de Singapura: Hamilton ganha, Maldonado baralha

A segunda sessão de treinos em Singapura ficou marcada pelo acidente de Maldonado, que interrompeu a sessão e as voltas lançadas de vários pilotos. Lewis Hamilton foi o piloto mais rápido. O Ferrari de Alonso foi segundo e o Red Bull de Ricciardo o terceiro.

hugopalmeida
Hugo Picado de Almeida

Lewis Hamilton foi o piloto mais rápido na segunda sessão de treinos no circuito de Marina Bay. O piloto britânico bateu Fernando Alonso, o segundo mais rápido nos FP2, por 0,133s. Daniel Ricciardo foi terceiro numa sessão onde se viram bandeiras vermelhas no acidente de Maldonado.

Mercedes, Ferrari e Red Bull cimentam posições

Lewis Hamilton aproveitou a pista desimpedida após o acidente de Maldonado e marcou o melhor tempo dos FP2 com pneus super-macios que deverão ser a escolha para a qualificação: 1.47,490.

Sebastian Vettel dispôs de apenas quinze minutos na sessão, após a Red Bull ter sido obrigada a trocar a unidade motriz no seu monolugar. Em todo o caso, o tetra-campeão mundial precisou de apenas cinco voltas para marcar o quinto melhor tempo, 0,010s atrás de Räikkönen, que foi quarto.

Maldonado bate e baralha tempos

Tal como na primeira sessão, alguns pilotos roçaram os seus monolugares nas barreiras do apertado circuito urbano de Singapura, embora sem danos a registar. Pastor Maldonado foi o único acidentado do dia, ao embater forte na curva 10. O piloto venezuelano entrou com velocidade excessiva, perdeu controlo da traseira e colidiu fortemente com as barreiras, provocando sérios danos ao lado direito do seu monolugar.

O aparato causado pelo homem da Lotus levou à amostragem de bandeiras vermelhas, anulando as voltas lançadas de vários pilotos, numa altura em que vários monolugares tinham acabado de entrar na pista com os seus pneus super-macios para simular voltas de qualificação. Entre eles estava Nico Rosberg, que assim acabaria por não ir além do 13º tempo nos FP2.

Williams desilude

Após diversas presenças no pódio nas últimas corridas, Felipe Massa e Valtteri Bottas foram irremediavelmente duas das desilusões do dia. Os homens da Williams superaram apenas Marussia e Caterham, rodando no segundo 49 e não indo além de 17º (Massa) e 18º (Bottas).

VAVEL Logo
CHAT