Corrida de Suzuka sem significado para os pilotos

Corrida de Suzuka sem significado para os pilotos

O acidente grave de Jules Bianchi, que o colocou em estado crítico, foi o anti-clímax de uma corrida que estava a ser bastante disputada. O pelotão da F1 está chocado e apenas se falava do piloto francês da Marussia.

pedro-mendes
Pedro Mendes

As palavras de ontem, em Suzuka, no final da corrida interrompida, eram todas dirigidas ao estado de Jules Bianchi. Hamilton, Rosberg e Vettel, os três pilotos que ocuparam o pódio, nem sequer festejaram e nas entrevistas dadas aos vários orgãos de comunicação social presente no Japão, foram todas dadas em tom triste e seco. Não havia muito para dizer.

Vitória de Hamilton ofuscada

Para o vencedor da corrida, Lewis Hamilton, que bateu o seu colega de equipa, Nico Rosberg, a vitória foi "sem sabor": «Os nosso primeiros pensamentos vão para o Jules [Bianchi] - quando um colega nosso se magoa, ofusca todo o resto - e estamos a rezar por ele. »  

O britânico apenas abordou um pequeno erro que cometeu, quando ainda estava atrás de Rosberg e a ultrapassagem a este: «Na curva 1, desliguei muito tarde o DRS e estava a puxar bastante, mas felizmente consegui reentrar em pista. [...] As condições estiveram bastante difíceis, mas hoje estava com mais ritmo que o Nico e consegui persegui-lo facilmente no início da corrida. Este não é um circuito fácil para perseguir outro carro e tentar a ultrapassagem, mas ele cometeu um erro na última curva e consegui passa-lo.»  

Rosberg sentiu dificuldades em manter o carro

Nico Rosberg teve alguns problemas com o carro, depois de, na última corrida, em Singapura, ter sido obrigado a desistir: «Hoje foi uma corrida bastante complicada em condições de chuva. Lutei muito com o balanço do carro com os pneus intermédios, por isso tive dar o máximo para manter o Lewis atrás. Tive bastante sobreviragem que fez com que a traseira do carro estivesse bastante nervosa.»

Como é óbvio, Rosberg também quis enviar algumas palavras de apoio a Bianchi, à sua familia e à Marussia.

Button muito triste e Massa contra a continuação da corrida

Jenson Button, um dos mais experientes e mais velhos pilotos do paddock, mostrou-se bastante abatido com o acidente de Bianchi e as suas palavras foram o reflexo do seu sentimento: «Para mim, a corrida hoje não interessa mesmo nada. Não vi nada do acidente do Jules, mas a coisa mais importante a dizer é que todos os nossos pensamentos agora estão com ele, a sua familia e a sua equipa. É um acidente que esperamos nunca ver na Fórmula 1.» 

Felipe Massa, por seu lado, estava chateado pela direcção de corrida não ter terminado a corrida mais cedo: «Primeiro precisamos de saber o que aconteceu ao Jules» - explicou o brasileiro à ESPNF1 - «Estou bastante preocupado ao ouvir agora mesmo que ele bateu contra um tractor. Na minha opinião, eles começaram a corrida muito cedo, porque não estava em condições de pilotar no início, e terminaram muito tarde. Eu já tinha gritado no rádio, cinco voltas antes, que havia muita água na pista, mas eles terminaram um bocadinho mais tarde e era muito perigoso. Vocês viram que houve o acidente no fim e ... apenas preciso de perceber o que se passou com o Jules.»

Conseguimos depreender das declarações dos pilotos que ontem era quase impossivel falar acerca da corrida sem falar no acidente de Bianchi. Não foi o fim de corrida que gostávamos de ter visto, naquela que foi uma prova bastante interessante e que a vitória de Lewis Hamilton cimentou a vantagem que o inglês tem neste momento para Nico Rosberg.

VAVEL Logo
CHAT