Rosberg conquista última pole position da temporada em Abu Dhabi
Pódio da qualificação em Yas Marina (Foto: Sutton Images/ formula1.com)

Rosberg conquista última pole position da temporada em Abu Dhabi

Nico Rosberg garantiu a pole position para o GP de Abu Dhabi. O alemão foi o mais rápido na derradeira sessão de qualificação e conquistou a sua 11ª pole da temporada. Ao seu lado, na primeira linha da grelha de partida, estará Lewis Hamilton, ambos seguidos pelos Williams de Valtteri Bottas e Felipe Massa. Não há margem para erro. É o tudo ou nada na luta pelo título de campeão!

venancioslb
Pedro Venâncio

Duelo entre “Flechas de Prata”

17. São os pontos que separam os arqui-rivais e companheiros de equipa Lewis Hamilton e Nico Rosberg na luta pelo título de campeão do mundo de F1 de 2014. A conquista da pole position foi um factor importante para Rosberg, num circuito onde as ultrapassagens são difíceis. Ainda assim, nada garante ao alemão uma vantagem de “levantar o pé”, na medida em que o segundo posto na corrida garante o título de campeão a Hamilton.

A sessão de qualificação em Abu Dhabi ficou marcada pelas despedidas de pilotos como Sebastian Vettel e Fernando Alonso das respectivas escuderias. O alemão é oficialmente piloto da Ferrari, enquanto que o espanhol, ainda sem confirmação oficial, correrá pela McLaren na próxima temporada.

Bancadas cheias. Público vibrante. Ambiente espectacular, naquele que já é considerado o “Mónaco do Médio Oriente”. Na última sessão de qualificação de 2014, 20 carros saíram para a pista, com a surpresa a cair para a Caterham que conseguiu, à última da hora, o dinheiro necessário para correr em Abu Dhabi. De fora para este grande prémio continuou a Marussia.

As regras de eliminação sofreram as alterações já habituais dos últimos grandes prémios. Devido à ausência da Marussia, foram eliminados cinco pilotos na Q1 e outros tantos na Q2, para que dez pilotos lutassem pela pole position na Q3.

Uma autêntica guerra de nervos marcou o início da sessão de qualificação em Abu Dhabi. Muitos pilotos iniciaram a Q1 com pneus macios, ao contrário dos Mercedes que saíram à partida com os Pirelli super macios. Nas primeiras voltas da sessão Hamilton e Rosberg deixaram a fasquia elevada para o resto do pelotão, ambos a rodarem desde início no segundo 41’.

Fernando Alonso e Kimi Räikkönen não começaram da melhor maneira, ainda que escapassem sem problemas de maior à eliminação prematura. De salientar ainda os bons tempos de Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat. O russo foi mesmo uma das boas surpresas durante toda a sessão de qualificação. De fora para a Q2 ficaram os Lotus de Romain Grosjean e Pastor Maldonado, os Caterham de Kamui Kobayashi e Will Stevens e ainda o Sauber de Esteban Gutierrez.

Para a segunda sessão de qualificação todos os pilotos saíram com pneus super macios, ainda assim, registaram-se algumas saídas para lá dos limitadores devido à intensidade da corrida. Lewis Hamilton voltou a ser o mais rápido na segunda sessão, sendo o único piloto a rodar no segundo 40’ - 1:40.920.

Os Williams foram os únicos a não largar os calcanhares aos Mercedes e prova disso foram mesmo os tempos de Bottas e Massa que, surpreendentemente foram mais rápidos que Rosberg na Q2. Kvyat obteve novamente um lugar de acesso à última sessão registando o 8º melhor tempo. Mesmo à justa passaram Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen em 9º e 10º, respectivamente.

O melhor foi deixado para a última sessão de qualificação onde a luta pela pole position esteve ao rubro. Mais uma vez os Williams deram boas indicações para uma intromissão inesperada entre os Mercedes, ainda que tal não tivesse acontecido. Bottas voltou a ser o melhor dos Williams e garantiu mais um pódio numa qualificação. Na despedida de Alonso da Ferrari, o espanhol desiludiu ao registar a segunda pior qualificação na temporada com o 10º lugar da grelha.

No final a pole position sorriu a Rosberg que conquistou a 11º pole da temporada e a 15º da carreira. A derradeira volta lançada do alemão ficou marcada pela dúvida se Rosberg terá ou não passado com as quatros rodas para lá da linha branca limitadora. Certo é que o Rosberg bateu o seu companheiro de equipa com o tempo de 1:40.480.

Grelha de Partida para o GP de Abu Dhabi

1 – Nico Rosberg (Mercedes) - 1:40.480

2 – Lewis Hamilton (Mercedes) - 1:40.866

3 – Valtteri Bottas (Williams) - 1:41.025

4 – Felipe Massa (Williams) - 1:41.119

5 – Daniel Ricciardo (Red Bull) - 1:41.267

6 – Sebastian Vettel (Red Bull) - 1:41.893

7 – Daniil Kvyat (Toro Rosso) - 1:41.908

8 – Jenson Button (McLaren) - 1:41.964

9 – Kimi Räikkönen (Ferrari) - 1:42.236

10 – Fernando Alonso (Ferrari) - 1:42.866

Acompanha todas as incidências do GP de Abu Dhabi, este domingo, pelas 13h, com transmissão , aqui no Vavel.

VAVEL Logo
CHAT