FA Cup: Arsenal bate United e segue em frente na prova
Foto: OLI SCARFF/AFP

FA Cup: Arsenal bate United e segue em frente na prova

Os «Gunners» visitaram ontem Old Trafford e de lá saíram com uma vitória por 1-2, progredindo para as meias-finais da FA Cup. No duelo entre as duas equipas com mais Taças de Inglaterra no currículo, foi o Arsenal a sorrir no fim.

vavel
VAVEL

A temporada oscilante e imprevisível do errante Manchester United continua e nem o génio do holandês van Gaal parece ser suficiente para colocar o United na rota da estabilidade exibicional - os «Red Devils» voltaram a sucumbir, agora na FA Cup, taça de Inglaterra, perante o Arsenal. Ontem, em Old Trafford, o Manchester United recebeu os «Gunners» e gorou, com o seu fraco jogo, as possibilidades de seguir para a meia-final da prova.

O jogo começou com equilíbrio evidente e certos laivos de domínio caseiro, mas o golo inaugural teve o veludo próprio dos pés de Ozil e assistência final característica da imprevisibilidade do jovem extremo Oxlade-Charmberlain: Nacho Monreal concretizou o primeiro golo, aos 25 minutos da primeira parte. Mas a resposta do United demoraria apenas três escassos minutos - Wayne Rooney empatou graças a um centro meticuloso de Di María.

O avançado inglês subiu às alturas e, de cabeça, empurrou para a baliza de Szczesny, desamparado. O jogo voltou do intervalo ainda mais emocionante, com pressão táctica forte por parte das duas equipas; e, apesar do domínio caseiro, o golo voltou a ser do Arsenal - atraso fatal do extremo Valencia e o atento Danny Welbeck, no sítio certo, a intrometer-se entre o surpreendido De Gea e o percurso da bola.

Golo de Welbeck

O internacional inglês, que antes marcava golos com a camisola dos «Red Devils», driblou facilmente o «keeper» espanhol e caminhou para o toque final, empurrando com tranquilidade a bola para dentro da baliza caseira. Falha grave de Valencia na causa do 1-2. Para piorar o cenário, Di María recebeu ordem de expulsão e amputou as possibilidades do Manchester United perseguir o empate.

Com esta eliminação, o Manchester United encaminha-se para outra temporada sem qualquer troféu vencido, será a segunda consecutiva, algo que não acontecia há 26 anos. Desde a saída do mítico Alex Ferguson, o clube não conseguido voltar aos tempos áureos - dois treinadores depois da saída do escocês, os resultados e exibições continuam a não convencer os adeptos.

VAVEL Logo