FC Porto visita bravo Arouca com a 'chapa 5' ainda fresca na memória

FC Porto visita bravo Arouca com a 'chapa 5' ainda fresca na memória

O FC Porto visita o Arouca com os três pontos na mente e a goleada de 0-5 imposta aos arouquenses na temporada passada. A equipa de Lopetegui enfrentará o duro osso de roer que já fez cair o campeão nacional Benfica.

vavel
VAVEL

O FC Porto visita hoje o reduto do Arouca e pela frente terá o bravo colectivo que já causou, em apenas três jornadas, a grande surpresa do campeonato até agora - a queda do bicampeão nacional Benfica, em Aveiro, por 1-0, perante um resistente e abnegado Arouca de Lito Vidigal. O golo do avançado Roberto foi madrugador mas o espírito combatente do Arouca (e o desperdício encarnado) acabou por reflectir uma equipa sólida no processo defensivo, preparada para ser um autêntico osso duro de roer para os grandes.

Porto: relembrar a mão cheia do Dragão no Municipal de Arouca

Ora, será perante essas esperadas adversidades que o FC Porto de Julen Lopetegui terá que lutar, caso queira garantir mais três pontos e deixar para trás a própria equipa de Lito Vidigal, que segue no campeonato com os mesmos 7 pontos que o Dragão. Na espuma da controvérsia levantada pelo facto do Arouca não voltar a receber um grande no emprestado Estádio de Aveiro (tal como fez com o Benfica na 2ª jornada) está ainda a memória fresca da goleada portista imposta na época passada: 0-5 no Municipal de Arouca, à passagem da jornada 8.

O Porto seguia em perseguição ao líder Benfica e, no reduto do Arouca, então treinado por Pedro Emanuel, acelerou na cadência goleadora de Jackson Martínez (2), Casemiro, Juan Quintero e Vincent Aboubakar e deixou para trás, com 'chapa 5', um colectivo arouquense desfeito. Nenhum dos marcadores de então veste ainda as cores do Dragão, à excepção do camaronês Aboubakar, que hoje deverá ser a ponta da lança da investida portista - o avançado leva já 3 golos e deverá manter Pablo Osvaldo e Alberto Bueno no banco de suplentes, merecendo a confiança do técnico basco.

Arouca: solidez defensiva e veneno q.b no contra-ataque

Apesar de nunca ter vencido a armada portista (quatro partidas na Liga, quatro vitórias do FC Porto), o Arouca apresenta-se para este duelo com a confiança em alta, fruto do facto de ainda não ter perdido nenhuma partida das três já realizadas - o Arouca por duas vezes venceu (uma dessas vitórias teve contornos históricos, diante do Benfica) e por uma vez empatou, tendo apenas sofrido um golo. Se a solidez defensiva é de louvar (Bracalli está em forma, Velásquez e Hugo Basto formam uma dupla sólida), não menos será de ressalvar o venenoso contra-ataque, municiado por David Simão e desenvolvido por Roberto, Artur e Zequinha

Layún e Corona podem saltar para o onze, Zequinha ocupa vaga de Ivo Rodrigues

O FC Porto poderá hoje operar mudanças significativas no onze titular: Lopetegui tem os dois reforços mexicanos Miguel Layún e Jesús Corona à disposição e deverá introduzir, pelo menos, um deles na equipa inicial que defrontará o Arouca. Layún poderá ocupar a vaga na lateral esquerda da defesa (interpretada, ora por José Ángel ora por Aly Cissokho) e o extremo Corona poderá actuar pela faixa direita do ataque, remetendo Varela para a bancada (não foi convocado) e Cristian Tello para o banco de suplentes.

No Arouca, apenas uma mudança se prespectiva: o extremo Ivo Rodrigues, que tem merecido a confiança de Lito Vidigal, ficará de fora por ser emprestado pelo FC Porto (exigência dos regulamentos) e dará lugar ao reforço de Verão Zequinha. A partida terá início às 20:45 horas e terá transmissão, a par e passo, em Vavel Portugal.

Onzes prováveis do Arouca x FC Porto:

VAVEL Logo
CHAT