"Reyes de Europa"
"Los Reyes de Europa"

"Reyes de Europa"

Real Madrid volta a conquistar a UEFA Champions League. Os merengues bateram o Liverpool por 3-1 e voltam a fazer história. Gareth Bale foi a grande figura do encontro.

marcelo-morais
Marcelo Morais

Hoje às 19:45 o mundo voltou a parar para acompanhar a final da mais prestigiada prova de futebol a nível de clubes. Real Madrid e Liverpool encontrara-se em Kiev com os onzes mais prováveis. A equipa de Klopp entrou melhor no jogo com uma pressão muito alta sobre a saída de bola da equipa de Zidane. O Liverpool teve uma boa oportunidade num remate de Arnold que acabou nas mãos de Keylor Navas.

Ao minuto 26 um lance que acabou por mudar o rumo do jogo. Mo Salah, num lance dividido com Sérgio Ramos caiu e acabou por sofrer uma lesão no ombro. Não conseguiu continuar em campo e acabou por ser substituído por Lallana. Com a saída da estrela da equipa, o Liverpool baixou o rendimento e o Real Madrid acabou o primeiro tempo por cima no jogo.

Ainda no final da primeira parte, Carvajal saiu lesionado e deu lugar a Nacho.

A segunda metade do jogo começou com um erro determinante do guarda-redes da equipa inglesa. Numa tentativa de por a bola a jogar, Karius permitiu um corte de Benzema que acabou com a bola no fundo da baliza.

O golo sofrido mexeu com o psicológico da equipa inglesa de uma forma positiva. O Liverpool subiu as linhas e procurou o golo. Este acabou por chegar ao minuto 54 num canto. Mané apareceu na cara de Keylor Navas e desviou para o fundo das redes.

Zidane mexeu na equipa colocando Bale para o lugar de Isco. O galês vinha de uma série de boas exibições e mostrou os seus níveis de confiança quando rematou com um pontapé de bicicleta um cruzamento de Marcelo. Foi o golo que deu a vantagem ao Real Madrid e que sem dúvida ficará para a história da competição pela beleza do gesto técnico.

Ao minuto 82 o mesmo protagonista marcou o 3-1 final. Gareth Bale rematou do meio da rua e, com a ajuda do guarda-redes, sentenciou a final a favor do Madrid.

Depois disto houve ainda algumas oportunidades para os merengues e uma bola no poste num remate de Mané.

O árbitro apitou para o final do encontro e a festa dos “blancos” invadiu o campo. O Real Madrid entra para a história ao conseguir a 13ª para o museu do clube e a terceira consecutiva. 

VAVEL Logo