Benfica cumpre objetivo

A vontade de ganhar para seguir em frente era muita e o Benfica mostrou isso mesmo desde cedo. Ou não fosse o primeiro golo da noite surgir aos 4' por Rafa Silva, que recebeu a bola de Cervi e apenas teve de deixar para trás Anthony Lopes. Mais tarde, Rafa teve mesmo de abandonar a partida por lesão, cedendo o lugar a Pizzi.

Do lado do Lyon, os lances de mais perigo só começaram a surgir aos 20'. Depay bateu o livre para a zona do segundo poste, onde apareceu Denayer que tentou o golo, mas sem sucesso. 

Aos 28' o Benfica desperdiçou uma jogada que se avizinhava perigosa. Grimaldo fez o cruzamento para a área, onde Denayer tentou o corte, mas falhou, sobrando para Seferovic, que não conseguiu dominar a bola e o lance acabou por se perder. 

Ao bater da primeira meia hora de jogo, Cornet estava na área, recebeu a bola e preparava-se para rematar com perigo. Às águias valeu Grimaldo, que conseguiu fazer o corte na altura certa. Nesta altura, a equipa visitante somava mais posse de bola e notava-se estar mais em cima do jogo. 

Já perto do intervalo, Dubois fez um grande cruzamento para Dembélé, que atirou ao lado. Porém, a posição irregular já estava assinalada. Nos encarnados, Grimaldo viu Tomás Tavares numa boa posição e passou-lhe a bola. Tavares cruzou para Seferovic que rematou de primeira por cima. 

A segunda parte começou calma e só aos 57' é que o Lyon fez um lance de perigo, com uma bomba de Tousart. Valeu Rúben Dias que se pos a frente da bola para o corte. E, após a jogada, o Benfica viu-se obrigado a fazer a segunda substituição formada. Desta vez, foi Seferovic quem saiu a coxear, dando o lugar a Vinícius. 

O Lyon ia deixando os seus avisos de golo. Aos 64' Cornet atira, Ferro desvia e a bola passa por cima de Vlachodimos, acertando na trave. E aos 70' minutos surgiu mesmo o empate, por Depay. Aour cruza para Depay que, sem marcação, faz o golo sem problemas. Ficou dúvidas por um possivel fora de jogo, mas o VAR confirmou o golo. 

Aos 80' Depay rematou em arco, mas valeu a defesa fantástica de Vlachodimos.

Pizzi atirou de fora de área e a bola acabou por bater no poste. Deixou o aviso e logo depois aumentou a vantagem encarnada. Anthony Lopes tentava colocar a bola em Thiago Mendes. Mas Pizzi antecipou-se e atirou para o golo,deixando Lopes inconsolável com o erro cometido. 

Os minutos finais foram de tentativas de golo de ambas as partes, mas o resultado acabava mesmo por ficar por 2-1 para o Benfica. 

VAVEL Logo