História enterrada: 14 anos depois, Cubs desculpam Steve Bartman com anel de campeão da MLB

Torcedor considerado principal motivo do fracasso em duelo contra Florida Marlins foi presenteado e "perdoado" pelos atuais campeões da MLB com anel personalizado

História enterrada: 14 anos depois, Cubs desculpam Steve Bartman com anel de campeão da MLB
Foto: Divulgação/Chicago Cubs

Quando se ouvia falar o nome de Steve Bartman, a parte norte da metrópole Chicago criticava a atitude do torcedor que custou caro ao Chicago Cubs, uma das franquias mais tradicionais do beisebol nos Estados Unidos. Era outubro de 2003. O clube tentava encerrar um jejum de quase um século sem conquistar nenhum título e estava em vantagem no duelo contra o Florida Marlins, atual Miami Marlins. Na oitava entrada do jogo seis da decisão da Conferência Nacional, Bartman segurou uma bola que seria capturada pelo LF Moises Alou. Com isso, o jogador dos Marlins não foi eliminado, o time da Florida conseguiu a virada no jogo, venceu a série e o jejum dos Cubs permaneceu por mais de uma década.

A franquia de Chicago passou por momentos de penúria, sofrimento e lutou bastante para voltar a levantar o troféu de melhor equipe do beisebol estadunidense. Demorou 13 anos. Apenas em novembro de 2016, a equipe venceu Cleveland Indians nas entradas extras do jogo 7 da World Series e, enfim, pôde tirar as mazelas, as superstições ruins e acabar com um jejum de 108 anos sem títulos.

Foto: Pool|Getty Images
Foto: Pool|Getty Images

Entretanto, mesmo com a conquista, Steve Bartman permaneceu do mesmo jeito após o fatídico dia: quieto, no anonimato, sem querer gravar entrevista e recluso em sua rotina. Nessa segunda-feira (31), o torcedor julgado negativamente por décadas foi homenageado pela diretoria do clube, que o presenteou com um anel de campeão personalizado.

"Em nome de toda a organização Chicago Cubs, temos a honra de presentear um anel de campeão da World Series 2016 ao Sr. Steve Bartman. Nós esperamos que isso forneça o encerramento de um capítulo infeliz da história que se perpetuou durante toda a nossa missão de conquistar uma World Series tão esperada. Embora nenhum gesto possa superar a carga pública que ele levou por mais de uma década, nós sentimos que era importante Steve saber que ele tem sido e continua abraçado por essa organização. Afinal, ele se sacrificou e estamos orgulhosos de reconhecer Steve Bartman com este presente hoje", diz o comunicado emitido pelos Cubs.

Bartman não apareceu publicamente, mas, depois de muito tempo, emitiu um comunicado muito grande onde agradeceu, embora ache que não seja alvo de tanta honra por parte do clube. Além disso, reconheceu a atitude dos diretores da franquia que ajudaram a encerrar um capítulo ruim da história pessoal e do clube, e destacou também que vai manter a postura de não se expor midiaticamente.

"Embora eu não me considere digno de tal honra, estou profundamente emocionado e sinceramente grato de receber um anel oficial da World Series 2016. Estou plenamente consciente do significado histórico e aprecio o simbolismo que o anel representa em vários níveis. Minha família e eu vamos apreciá-lo por gerações. O mais significativo é o alcance genuíno da família Rickets, em nome da organização e dos fãs, o que significa para mim que eu sou bem-vindo de volta à família dos Cubs e que eles têm o apoio para o futuro. Estou aliviado e esperançoso de que a saga do incidente de 2003 que me envolve e envolve a minha família acabou", disse.

"Eu recebo humildemente o anel não apenas como símbolo de uma das conquistas mais históricas em esportes, mas como um importante lembrete de como devemos nos tratar na sociedade de hoje. Minha esperança é que todos possamos aprender com a minha experiência para ver o esporte como entretenimento e evitar o bode expiatório áspero e desafiar a mídia e os especuladores oportunistas a conduzir os negócios de forma ética, respeitando os direitos de privacidade pessoal e não explorando qualquer indivíduo para promover seu próprio interesse ou ganho econômico", continuou.

"Além disso, espero que este gesto do anel seja o início de um processo importante de cura e reconciliação para todos os envolvidos. Para esse fim, eu solicito à mídia que respeite minha privacidade e a privacidade da minha família. Não irei participar de entrevistas ou outras declarações públicas neste momento. Estou feliz em me reunir com a família dos Cubs e avançar positivamente com a minha vida", concluiu Steve Bartman.

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Quem também se pronunciou sobre o fato foi o GM dos Cubs, Jed Hoyer, que se pronunciou após uma videoconferência com Bartman. O diretor afirmou que as críticas e o julgamento ruim tenha sido enterrado com a homenagem e que, em sentido esportivo, Bartman possa retornar a vida normalmente.

"Eu acho ótimo. Eu acho impossível não olhar para ele de uma maneira incrivelmente simpática. Este é um cara que estava no lugar errado, na hora errada, e sua vida foi dramaticamente afetada indiretamente pela organização dos Cubs e por essa franquia há 14 anos. Nós vencermos a World Series deve ajudar a limpar isso. Eu acho que dando-lhe um anel e mostrando-lhe esse sentimento ajuda a fazer isso. Eu certamente espero que essa animosidade e qualquer escrutínio que ele obtenha, espero que isso tenha desaparecido. Em primeiro lugar, nunca deveria ter estado lá, e não é um ponto alto na história dos Cubs que este fã desavisado teve sua vida alterada por aquele lance. Eu acho que dar-lhe um anel e ganharmos a World Series permite que isso vá embora e acho que isso é maravilhoso", declarou.


Share on Facebook