Ídolo e ex-jogador holandês, Johan Cruyff é diagnosticado com câncer no pulmão

Ídolo de Barcelona e apontando como o melhor jogador holandês de todos os tempos, Johan Cruyff foi diagnosticado nesta terça-feira (20) com câncer no pulmão, segundo o informado pelas rádios "Catalunya Ràdio" e "RAC1). O ex-técnico e jogador está com 68 anos de idade e ainda passará por novos exames para identificar a proporção da doença. 

Em 1991, o holandês já havia passado por grande problemas de saúde em sua vida. Ele teve de iniciar uma luta para parar de fumar, participando inclusive de uma campanha contra o tabagismo, que tinha o slogan: "Na minha vida, tive dois grandes vícios: fumar e jogar futebol. O futebol me deu tudo, e em troca, fumar quase me tira".

No comunicado oficial, a diretora-geral dos projetos de Cruyff, Carole Thate escreveu o seguinte: "Ao longo das últimas semanas, Johan Cruyff se submeteu a diversos exames médicos em um hospital de Barcelona. Durante esses exames, foi diagnosticado um câncer no pulmão. Por respeito a privacidade de Johan e sua família, e pelo fato de os testes ainda não terem sido concluídos, não serem feitos mais anúncios no momento. Pedimos para que a privacidade de Johan e sua família sejam respeitadas. Quando os exames forem finalizados, serão informados", informou à imprensa, pedindo que a privacidade e sua família sejam respeitadas nos momentos difíceis, e garantindo que novas informações sobre a doença serão divulgadas.

Como jogador e técnico, Cruyff conquistou diversos títulos pelo Barcelona, Feyenoord Ajax. Entre eles, três títulos da Uefa Champions League, nove conquistas no Campeonato holandês e quatro Campeonatos espanhóis. Além de ter vencido o prêmio Bola de Ouro em três oportunidades e  ter sido o melhor jogador da Copa do Mundo de 1974, quando a Holanda ficou com o vice. Entre 2009 2012, Johan realizou seu último trabalho como treinador, pela seleção da Catalunha.

Caracterizado em seu livro Guardiola Confidencial como "ladrão de ideias"Pep Guardiola que atualmente é técnico do Bayern de Munique esboçou seu carinho e sua idolatria pelo técnico que fez história no Barcelona e um dos principais revolucionários do time na década de 90: "Cruyff construiu o edifício e os técnicos do Barça que o sucederam apenas trataram de restaurá-lo e reformá-lo", afirmou Guardiola, deixando clara a influencia do ex-jogador em suas ideias de jogo.

Em sua conta oficial no Twitter, o Barcelona usou dos 140 carácteres para expressar o carinho e apoiar a família dum dos seus maiores ídolos:"Antes de começar a coletiva de imprensa, a vice-presidente Susana Monje expressou o apoio do clube para Johan Cruyff".

VAVEL Logo