Análise: Arsenal joga
bem, derrota Sheffield fora de casa e dá fim à jejum de vitórias
Divulgação/Arsenal F.C.

Neste domingo (11), o Sheffield United recebeu o Arsenal em seu estádio, Bramall Lane, em Sheffield, pela 31º rodada da Premier League. Com apenas 14 pontos em 30 partidas, os Blades, já iniciaram o planejamento para disputar a 2º divisão na próxima temporada. Enquanto isso, o Arsenal buscava uma vitória para continuar na briga por vaga na Uefa Europa League.

Início de partida com o Arsenal pressionando em bloco alto

A partida inicia com muita pressão do Arsenal em bloco alto, impedindo a saída de bola com toques pelo chão, característica da equipe do Sheffield desde a temporada passada.

Arteta levou o time a campo, com uma novidade na escalação, Xhaka trabalhando como um terceiro zagueiro, e retirando o lateral esquerdo. Com isso, Ceballos ocupava o lado esquerdo, criando uma linha de quatro à frente de Partey, que trabalhava como homem base, dando apoio para a saída de bola, configurando uma saída em 3-1.

Saída em 3-1 do Arsenal / Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde
Saída em 3-1 do Arsenal / Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde

Ao Sheffield, só restava se defender e buscar algum contra-ataque para surpreender os Gunners. O time comandado por Paul Heckingbottom, se segurava em bloco baixo, se postando no 4-4-2. O grande problema, era quando avançava as linhas de marcação, cedendo muitos espações para triangulações do Arsenal. Nestes momentos, apareciam Gabriel Martinelli, Saka e Pépé, sempre criando apoios para progredir nos espaços, além, é claro, dos recuos de Lacazette, servindo de pivô para seus companheiros.

Espaços cedidos pela equipe do Sheffield / Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde
Espaços cedidos pela equipe do Sheffield / Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde

O primeiro gol, saiu desta movimentação de Lacazette, que recuou para receber o passe, e abriu espaço na linha defensiva, atraindo o zagueiro para dar combate. Neste espaço, o próprio camisa nove, se movimentou, e recebeu para concluir e abrir o placar.

Lacazette recua, abrindo a defesa do Sheffield / Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde
Lacazette recua, abrindo a defesa do Sheffield / Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde

O primeiro tempo termina com total domínio do time de Londres, com 60% de posse de bola e oito finalizações. No segundo tempo, o Sheffield, tenta uma reação, logo no início da partida, mas sem sucesso.

Segundo tempo com gol brasileiro

O Arsenal efetuava muito bem a marcação no portador da bola, sempre criando superioridade numérica, e conseguindo recuperar rapidamente. Com isso, conseguia manter o time do Sheffield atrás, não progredindo para o ataque.

Aos 71 minutos, a pressão pós perda do Arsenal, funcionou bem. A zaga do Sheffield recuperou a bola, mas a igualdade numérica de jogadores, que o Arsenal colocou no ataque, fez com que os Blades cometessem um erro no passe, entregando de graça para Pepé, que finalizou, e no rebote de Ramsdale, Gabriel Martinelli ampliou o placar.

Arsenal pressiona induzindo ao erro / Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde
Arsenal pressiona induzindo ao erro / Imagem: InStat / Edição: Daniel Klabunde

Mesmo sem poder de reação, o Sheffield tentava marcar em bloco médio, executando alguns encaixes, mas sendo superado pela boa movimentação dos homens do Arsenal, que executavam bons apoios.

Aos 85 minutos, o Arsenal consegue o terceiro gol, e da números finais à partida. Thomas Partey, que foi muito bem na parte defensiva, executou um belo drible de corpo em Osborn, e com um belo passe de ruptura (Passe que passa entre as linhas de defesa), acionou Lacazette, que infiltrava entre os zagueiros. O camisa nove ficou na cara do goleiro Ramsdale, e não teve problemas para marcar o terceiro gol.

Agora, o Arsenal enfrenta o Slavia Praga, pela UEFA Europa League, na quinta-feira (15), pela partida de volta das quartas de finais. Na primeira partida, as equipes ficaram no empate em 1x1. O Sheffield, por outro lado, só volta a campo no próximo sábado (17), pela próxima rodada da Premier League.

VAVEL Logo