Manchester United vence Tottenham e se consolida na vice-liderança da Premier League
Foto: Divulgação / Manchester United

Vira, vira, vira, virou! Em jogo válido pela 31ª rodada da Premier League, o  Tottenham recebeu o Manchester United na tarde deste domingo (11). Enquanto os Red Devils queriam os três pontos para se consolidar na vice-liderança e vingar a goleada por 6 a 1 sofrida no primeiro turno, o time da casa precisava da vitória para se aproximar dos primeiros colocados. Os visitantes saíram atrás, mas buscaram uma grande virada e saíram de Londres com o 3 a 1 na bagagem.

Distribuição tática

José Mourinho trouxe um Tottenham em um 4-3-3 para o Tottenham Hotspur Stadium. Com Lloris no gol, a zaga foi formada por Rodon e Dier e as laterais fechadas por Reguilón e Aurier. No meio-campo, Ndombélé, Højbjerg e Lo Celso criavam as chances para Son, Harry Kane e Lucas Moura finalizarem no ataque.

Ole Gunnar Solskjær decidiu por um United em um 4-2-3-1.  Com Henderson no gol, a defesa foi formada por Wan-Bissaka e Luke Shaw nas laterais e Lindelöf e Harry Maguire na zaga. Como volantes, Fred e McTominay apoiavam a defesa enquanto Rashford, Bruno Fernandes e Pogba criavam as jogadas no meio-campo. No comando do ataque, Edinson Cavani.

De virada é mais gostoso

A rivalidade entre Tottenham e Manchester United nunca foi a maior da Inglaterra, mas o histórico recente deixa a briga entre os times ainda mais quente. Além de ser dois times considerados do Big-6, o Manchester United precisava da vitória para se consolidar na vice-liderança. Só que do outro lado estava o Tottenham de José Mourinho. Ou seja: a parada não ia ser fácil. 

A primeira etapa já mostrava que o Tottenham não ia deixar a vitória escapar tão fácil. Logo no primeiro minuto, Lucas Moura já deu um chute de dentro da área, mas a bola bateu em Luke Shaw antes de sair. O Manchester United teve uma chance parecida aos 16, com Rashford recebendo de Cavani na área e chuta para fora, com desvio.

Aos 33, Cavani até abriu o placar do jogo, mas o lance foi revisado pelo VAR e anulado por conta de uma falta de  McTominay em Son no começo da jogada. Já aos 38', foi a vez de Harry Kane receber de Son chutar cruzado, mas ninguém conseguiu completar a jogada. Mas não teve muitos problemas, porque no minuto seguinte o gol saiu: após o camisa 10 dar ótimo passe para Lucas Moura, foi só o brasileiro rolar para Son, que estava livre na área.

Os números da primeira etapa mostravam um jogo em aberto, bem equilibrado, mas ajudam a explicar a vitória parcial do Tottenham. Enquanto o time de Solskjaer só finalizou uma vez nos primeiros 45 minutos, o time de Mourinho conseguiu o gol na única finalização no gol das três que tinha no jogo até então. A marcação cerrada dos dois lados ajudam a entender as poucas finalizações. O jogo estava completamente aberto.

O segundo tempo trouxe uma  United completamente diferente. Aos 7 minutos, Cavani quase empata a partida, mas a zaga chega antes do uruguaio na bola. Já aos 10, McTominay tentou de primeira na entrada da área, mas Lloris espalmou para fora da área. Mas não demorou muito para o gol sair. No minuto seguinte, Fred fez uma bola jogada com Bruno Fernandes, Pogba e Cavani. Após Lloris espalmar o chute do camisa 7, a bola sobrou para o brasileiro marcar no rebote. 

O Tottenham  tentou uma reação rápida aos 14', com Aurier e Son, mas Henderson fez uma belíssima defesa. Do outro lado, aos 17' Lloris também trabalhava bem após o chute cruzado de Bruno Fernandes. Já aos 21, quem salvou o Tottenham foi  Dier ao cortar com o pé esquerdo a batida de calcanhar de Pogba. 

Após duas chances seguidas do Tottenham, com Harry Kane e Aurier, quem chegou ao gol foi o United. Aos 33', Greenwood cruzou de primeira para Cavani mergulhar de peixinho nas costas de Aurier. O uruguaio ainda salvou a bola de entrar no gol de Henderson encima da linha aos 38. O castigo do Tottenham por não aproveitar sua vantagem no placar terminou aos 50', quando Pogba aproveitou o momento de desatenção da zaga e tocou para Greenwood marcar e ampliar o 3 a 1. 

Os números do segundo tempo mostram a  melhora dos visitantes. Enquanto os Spurs acertaram dois dos nove chutes no gol de Henderson, os Red Devils acertaram sete de 11 chutes no gol de Lloris. Dá para resumir o segundo tempo no ditado: quem não faz, leva. 

Classificação e próximos jogos

A classificação não muda, pelo menos por enquanto. O Manchester United continua na vice-liderança, com 63 pontos, mas a distância para o City cai para 11 pontos. O Tottenham também continua em sétimo,  com 49 pontos, mas pode ser ultrapassado pelo Everton caso os Toffes vençam seu jogo. 

A próxima rodada da Premier League começa na sexta-feira (16), com o Tottenham em confronto direto com o Everton em casa às 16h. Já no domingo (18), o United recebe o Burnley em Old Trafford às 12h.

Porém, antes disso, os Red Devils tem o segundo jogo das quartas de final da Europa League pela frente. Na quinta-feira (15), o time de Solskjaer enfrenta o Granada em casa com a vantagem de ter vencido o primeiro jogo por 2 a 0. 

VAVEL Logo