Coritiba consegue 'revanche' e bate Santos pela Copa do Brasil
Foto: Divulgação / Coritiba

Na noite desta quarta-feira (20), o Coritiba enfrentou o Santos pela segunda vez em quatro dias, desta vez no Couto Pereira, em partida válida pela terceira fase da Copa do Brasil. Diferente do jogo do Brasileirão, desta vez o Coxa venceu: 1 a 0.

A torcida do Coxa fez a festa antes da partida para empurrar o time, e deu certo. Após domínio da equipe mandante no início da partida, João Paulo segurou a pressão até os 25 minutos, quando Alef Manga conseguiu superar o goleiro santista e fez o único gol da partida na capital paranaense.

Domínio alviverde 

O Coritiba foi com tudo para cima do Santos no início do jogo, nos primeiros minutos, a equipe paranaense se impôs e fez uma enorme pressão. Não deixou Santos respirar. O Coxa só não abriu o placar cedo, porque o goleiro João Paulo impediu diversas vezes, aos 12 minutos, ele já somava quatro defesas difíceis, nos chutes de Clayton, Guilherme Biro, Régis e Willian Farias

O Peixe até tentou chegar no ataque, mas não conseguia fazer isto com êxito. Já o Coritiba voltou a pressionar em sequência, e novamente o João Paulo seguiu colecionando lindas defesas, era bola defendida no chão, no ângulo, atuação impressionante do arqueiro santista. 

Porém, foi inevitável não sair o gol do Coritiba, e aos 23 minutos, Alef Manga recebeu de Willian Farias em profundidade, arrancou e tocou por baixo do goleiro para abrir o placar: 1 a 0 Coxa. A vantagem era incontestável, em uma partida aonde só um time jogava, aos 25, eram dez finalizações do Coritiba contra zero do Santos.

Só que aos 28, o Santos poderia ter empatado, após pênalti claro de Alef Manga em Madson. A arbitragem da partida acabou ignorando o lance e não marcou nada – vale lembrar que não há VAR na terceira fase da Copa do Brasil. 

Em sequência o Coritiba seguiu melhor e poderia até ter ampliado o placar antes do intervalo. O time alviverde era muito superior, e o Peixe só conseguiu finalizar pela primeira vez aos 37, com um chute de Bryan Angulo que desviou na defesa e foi para escanteio. 

Aos 45, aconteceu a melhor oportunidade do Santos até então, com Ricardo Goulart, que cabeceou com perigo, e bola foi pela rede do lado de fora. O primeiro tempo acabou terminando com 16 finalizações do Coritiba contra três do Santos.

Foto: Divulgação/Coritiba FC
Foto: Divulgação/Coritiba FC

Coxa larga na frente

O jogo foi diferente na segunda etapa. O Santos voltou do vestiário menos acuado e conseguiu equilibrar um pouco a partida, porém, seguiu sendo ameaçado, com chutes de longe que passavam perto do gol. 

Ricardo Goulart teve nova chance de cabeça, desta vez sozinho, dentro da pequena área, o camisa 10 acabou perdendo uma chance clara de gol. Com o time melhor postado, o comandante Fabián Bustos, começou a mexer nas peças, e praticamente colocou a equipe que começou o jogo no último domingo contra o próprio Coritiba, única diferença era o Lucas Braga no lugar do Ângelo.

Mas o  máximo que o Santos conseguiu foi evitar que o Coritiba repetisse a pressão que aconteceu no primeiro tempo. A partida acabou perdendo intensidade e foi caminhando até o fim com o placar que foi criado ainda no primeiro tempo.

Com isto, o Coritiba larga com à vantagem de 1 a 0 na decisão pela vaga nas oitavas de finais da Copa do Brasil, além de ter acabado com um tabu de seis anos sem vencer o Santos.

Foto: Divulgação/Santos FC
Foto: Divulgação/Santos FC

Torcida única 

A partida de hoje não teve presença da torcida santista. Após os conflitos entre torcedores de ambos os clubes no último domingo, perto da Vila Belmiro, após jogo pelo Brasileirão, os dois clubes e governo do Paraná, solicitaram que o público fosse apenas da equipe mandante. E que isso seja ocorrido nas duas partidas. Ministério Público junto a CBF acatou o pedido. 

Os torcedores do Santos já estavam na estrada quando houve está decisão. As caravanas com as torcidas organizadas foram impedidas de se aproximar do Couto Pereira.

Foto: Divulgação/Coritiba FC
Foto: Divulgação/Coritiba FC

Próximos jogos

Ambas as equipes retornam a campo pelo Campeonato Brasileiro. O Coritiba visita o Atlético-MG no sábado (23), às 21h, no Independência. Já o Santos, no dia seguinte, às 16h, recebe o América-MG, na Vila Belmiro. 

Já pela Copa do Brasil, o jogo se volta será no dia 12 de maio, às 21h30, na Vila Belmiro. Com o resultado de hoje, o Coritiba joga pelo empate na partida da volta, para poder avançar. O Santos precisa vencer por dois gols de diferença para classificar direto, caso o Peixe conseguir uma vitória simples, a vaga será decidida nos pênaltis - não há desempate por gols marcados fora de casa Copa do Brasil.

VAVEL Logo