Após vitória sobre Goiás, Abel Ferreira elogia Rony e Raphael Veiga, citando Cristiano Ronaldo e Klopp
Foto: Divulgação / Palmeiras 

Abel Ferreira ganhou dois reforços na última partida: um deles foi a volta de Rony, após quase um mês afastado. O outro, era algo que a torcida palmeirense estava com saudade e vinha cobrando nos últimos jogos: o futebol de Raphael Veiga. O meio-campista encerrou um jejum de seis jogos sem marcar e voltou a anotar um gol de pênalti, na vitória do Palmeiras por 3 a 0 sobre o Goiás neste domingo (7), no Allianz Parque, pelo Brasileirão.

Na entrevista coletiva após o jogo, o treinador do Verdão destacou a retomada de Raphael Veiga, e a forma com que ele lidou com a recém má fase, e ainda citou o Cristiano Ronaldo para avaliar a situação.

“Eu não conheço nenhum jogador do mundo que só acerta. O Cristiano Ronaldo, que é um batedor de pênaltis exemplar, já falhou. O segredo é a forma com que o jogador lida com a adversidade. Muitas vezes temos a tendência de focar nos problemas. Ele falhou em dois, mas fez 24 pênaltis”, disse o técnico.

Já seu outro reforço, Rony, que retornou de lesão, após quase um mês afastado, foi exaltado pelo comandante, que brincou com a possibilidade dele ser visto por Klopp, técnico do Liverpool.

"Acho que o Klopp ainda não viu o Rony, porque quando vir... Ele pode jogar em qualquer uma das 3 posições do ataque. O Rony me dá a certeza de ter um elenco mais curto. Vendemos o Veron e não fomos atrás de ninguém porque jogadores de ataque do elenco podem fazer mais de uma posição”.

"Sobre o Rony é muito bom ter ele de volta. Querermos sempre ter todos a disposição e hoje não temos o Jailson. Temos um elenco curto e gostamos disso porque todos podem jogar. Queremos dar oportunidades a todos e queremos usar cada vez mais a base", completou o português.

No embalo dos elogios, o técnico Abel Ferreira também aproveitou para elogiar a dinâmica que o árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima, deixou no duelo contra o Goiás. Durante a partida, após toque no braço do defensor  Esmeraldino, o juíz assinalou pênalti para o Verdão com auxílio do VAR. Está marcação foi alvo de críticas nas redes sociais, mas não foi comentada pelo treinador.

“É verdade que em um ou outro lance era falta, mas deixou jogar. Quero dar os parabéns por isso. Estamos habituados a sempre apitar. E o jogo hoje teve intensidade e ritmo por responsabilidade do Jean Pierre. Foi igual para os dois”, elogiou o português.

O que vem por aí

Líder do Brasileirão com 45 pontos, seis a mais que o vice-líder Corinthians, o Palmeiras volta a campo na quarta-feira (10) pela Libertadores. O Verdão recebe o Atlético-MG, às 21h30. A partida de ida terminou empatada em 2 a 2.

VAVEL Logo