E agora seu povo, pede o mundo de novo! O Flamengo venceu o Athletico-PR por 1 a 0 e conquistou o tricampeonato da Libertadores neste sábado (29).

Gabigol, ainda no primeiro tempo, marcou o gol da vitória do Rubro-Negro, que conquista pela terceira vez a América do Sul.

Equilíbrio e expulsão

Quem esperava as duas equipes partindo para cima desde o início, se enganou. Flamengo e Athletico-PR começaram a partida num ritmo mais lento, evitando correr riscos.

O Athletico-PR foi o primeiro a assustar. Primeiro, com Alex Santana e um meio voleio de dentro da área. A bola foi por cima do gol. O atacante Vitinho, em finalizações da entrada da área, também assustou.

Com Arrascaeta bem marcado por Hugo Moura, coube a Everton Ribeiro armar as principais jogadas do Flamengo. Dos pés do meia, saíram os ataques do Rubro-Negro. Em um deles, Gabigol finalizou pra fora.

Aos 18 minutos do primeiro tempo, o Flamengo perdeu um importante jogador. Assim como na final da Libertadores do ano passado, Filipe Luis sentiu uma contusão e pediu substituição. Ayrton Lucas entrou em seu lugar.

E foi Ayrton Lucas que começou a abrir os espaços para o Flamengo na partida. Muito ofensivo, o lateral recebeu passe em profundidade na esquerda, passou por Pedro Henrique e sofreu a falta. Como o zagueiro já tinha cartão amarelo, tomou o segundo e foi expulso.

Com um a mais, o Flamengo não demorou muito a chegar ao seu gol. Everton Ribeiro fez grande jogada pela direita, cruzou e Gabigol apareceu livre para empurrar para as redes e abrir o placar em Guayaquil.

Flamengo segura o resultado

O Athletico voltou para o segundo tempo para tentar primeiro se reorganizar em campo, para depois tentar chegar ao empate. E o Flamengo aproveitou o início acanhado do Furacão para partir pra cima.

Desde o os primeiros minutos da etapa final, o Rubro-Negro teve oportunidades para ampliar o placar. Pedro, em finalização de fora da área, e Gabigol, em chute a queima roupa, quase marcaram o segundo do Flamengo.

Depois disso, Felipão fez alterações ofensivas, buscando chegar ao empate. Mas as alterações deram ainda mais espaço o Flamengo. Em passe de Arrascaeta, Pedro finalizou de dentro da área, mas a bola desviou e foi pra fora.

Bento ainda fez uma grande defesa em cabeçada de Arrascaeta, já aos 35 minutos do segundo tempo.

O Flamengo não conseguiu aproveitar a vantagem numérica para ampliar o placar, mas o Athletico, que precisava de um gol, também não conseguiu finalizar uma só vez com perigo ao gol.

Terans, talvez o melhor jogador do Athletico-PR nessa temporada, só foi chamado para entrar em campo por Felipão aos 30 do segundo tempo. E em pouco tempo em campo, o uruguaio levou perigo ao Flamengo.

Em jogada individual, o meia-atacante sofreu falta na entrada da área. Ele mesmo bateu e obrigou o goleiro Santos a fazer boa defesa.

Mas não deu tempo para mais nada. O Flamengo segurou o placar e conquistou o tricampeonato da Libertadores da América.

Flamengo é tricampeão da Libertadores

Com a vitória por 1 a 0 sobre o Athletico-PR, o Flamengo chega ao seu terceiro título de Libertadores. Venceu em 1981, 2019 e, agora, em 2022.

O Rubro-Negro iguala Santos, São Paulo, Grêmio e Palmeiras como os maiores campeões brasileiros da competição.

Agora, o Rubro-Negro se prepara para a disputa do Mundial de Clubes no inicio da próxima temporada.