Volta a Itália: Fraile 'rouba' vitória a Rui Costa

Ciclista espanhol, da Dimension Data, foi o mais forte do grupo de quatro que chegou à meta. Rui Costa fez segundo e Pierre Rolland terceiro. Dumoulin defendeu bem a sua camisola rosa.

Volta a Itália: Fraile 'rouba' vitória a Rui Costa
Primeira vitória de Omar Fraile numa Grande Volta // Fonte: RTE

Que vitória épica de Omar Fraile! Que etapa! O espanhol esteve praticamente sempre na frente da corrida, e quando foi o momento da verdade disse presente e foi o mais forte, batendo Rui Costa, Pierre Rolland e Tanel Kangert ao sprint. Mais uma fuga que vingou - a 4ª nesta edição.

Esta seria uma etapa muito difícil de controlar para a equipa do líder, porque de certeza que iriam existir muitos ataques no início da etapa, e foi exatamente isso que aconteceu. 26 corredores conseguiram fugir ao pelotão e estabelecer uma vantagem que subiu até aos 5:30’, nunca mais que isso. Neste grupo estavam inseridos corredores como Mikel Landa, Andrey Amador e o português Rui Costa.

Passada esta fase de maior nervosismo, a Sunweb assumiu o controlo da corrida. Entretanto, Landa e Omar Fraile atacaram no grupo fugitivo e formaram assim uma nova frente da corrida. Chegaram a ter uma vantagem de 2:30’, mas acabaram por ser apanhados já na última subida do dia. Mikel Landa ficou desde logo para trás, mas Omar Fraile aguentou-se no grupo.

Amador estava na frente e era uma ameaça real para a classificação geral, daí a Sunweb ter trabalhado a fundo e, quando esta começou a perder força, foram as equipas da FDJ e da Trek a protegerem as posições dos seus líderes.

Nessa última subida, o primeiro a atacar foi Rui Costa, levando consigo Rolland e De Plus. Com o desenrolar da subida, o francês foi sozinho e Omar Fraile, quase ressuscitando, foi quem o alcançou. Na descida que levava à meta, Rui Costa voltou a atacar e conseguiu juntar-se aos dois líderes. Trabalharam bem juntos nos últimos 10km da etapa.

A 3km do fim, juntou-se Tanel Kangert, da Astana. Momentos de grande nervosismo, em que ninguém queria assumir a frente da corrida. Foi o homem da equipa cazaque que acabou por liderar, e os restantes colocaram-se na roda. O primeiro a lançar o sprint foi Omar Fraile e ganhou toda a vantagem com isso; Rui Costa respondeu, mas não conseguiu aproximar-se do espanhol. Grande vitória para o homem da Dimension. O grupo dos favoritos chegou a 1:37’ do vencedor.

Os outros portugueses chegaram mais atrasados: José Mendes na 49ª posição e José Gonçalves na 67ª. Rui Costa subiu ao 15º lugar da geral e está agora a 6:29’ de Dumoulin.

Amanhã corre-se a etapa mais longa da edição deste ano da Volta a Itália e toda a gente merece um pouco de descanso, e é isso que deve acontecer. Etapa com apenas uma dificuldade e ainda longe da meta, por isso deverá ser controlada pelas equipas dos sprinters. 

Fiquem com o novo top-15: